Com 25 dos 28 atletas presentes nas últimas convocações das Seleções Masculina e Feminina, a Superliga Brasileira de Vôlei 2017/18 promete ser uma das mais disputadas das últimas temporadas.

A principal competição nacional da modalidade foi lançada oficialmente nesta segunda-feira (9), em São Paulo. O torneio será disputado por ao todo seis clubes mineiros (quatro no naipe masculino e dois no feminino), a partir deste fim de semana (14 e 15).

Entre os homens, o atual tetracampeão Sada/Cruzeiro enfrentará os conterrâneos Minas Tênis Clube, Montes Claros e Juiz de Fora. Os outros adversários são EMS/Taubaté/Funvic, Sesi, Renata/Campinas e Corinthians/Guarulhos (SP), Copel/Telecom/Maringá e Caramuru/Ponta Grossa (PR), Lebes/Canoas (RS) e Sesc (RJ).

“Essa temporada tem tudo para ser a melhor dos últimos tempos. Sabemos que vamos enfrentar dificuldades e estamos nos preparando para começar bem a competição e manter a boa sequência de resultados positivos do Sada Cruzeiro”, avalia o oposto Evandro, eleito o melhor jogador da última edição.

Veja a tabela da Superliga Masculina 2017/18

Entre as mulheres, as potências mineiras Camponesa/Minas e Dentil/Praia Clube tentarão encerrar a hegemonia das atuais pentacampeãs do Sesc/Rio de Janeiro. Completam a disputa Nestlé/Osasco, Pinheiros, Renata/Valinhos/Country, Bauru, Sesi, Hinode/Barueri e São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Fluminense (RJ) e BRB/Brasília (DF).

“Impossível apontar um favorito. Todas as equipes entram forte na disputa e contam com atletas de Seleção Brasileira, além de termos, nesta edição, um número alto de atletas estrangeiras. Nossa equipe está forte e pronta para disputar o campeonato. Tenho certeza que faremos uma boa temporada”, diz a ponteira Rosamaria, terceira maior pontuadora da temporada passada.

Veja a tabela da Superliga Feminina 2017/18

Superliga Feminina 2017/18

Camponesa/Minas e Dentil/Praia Clube são os representantes do Estado na competição feminina

 

Seleções

A Superliga Masculina contará com 13 dos 14 medalhistas de ouro na Copa dos Campeões. São eles Isac e Rodriguinho (Sada/Cruzeiro), Raphael, Lucarelli, Wallace, Otávio e Thales (Funvic/Taubaté), Lucão e Douglas (Sesi-SP), Maurício Souza, Maurício Borges, Tiago Brendle e Renan (Sesc-RJ). Apenas o levantador Bruninho estará fora do país nesta temporada, no Modena-ITA.

Já a Superliga feminina terá a participação de 12 jogadoras presentes na campanha do vice-campeonato da Copa, dentre elas as “mineiras” Rosamaria e Mara (Camponesa/Minas), Suellen e Amanda (Dentil/Praia Clube). Gabi, Roberta, Monique e Gabiru (Sesc-RJ), Bia e Tandara (Nestlé/Osasco), Naiane e Saraelen (Hinode/Barueri). Somente Carol e Natália não disputarão o torneio, pois estão no voleibol da Turquia.

Estreantes

Entre as 24 equipes que participarão da Superliga 17/18, duas disputarão a competição pela primeira vez: Hinode/Barueri e Sesc-RJ. No feminino, o time paulista tem no comando o treinador tricampeão olímpico José Roberto Guimarães. E, no masculino, a equipe carioca é liderada pelo bicampeão olímpico Giovane Gávio.

“A expectativa é muito boa ainda mais por toda a história do nosso projeto. Para nós, é um prazer e um grande desafio disputar essa competição. Sabemos que teremos dificuldades, mas queremos incomodar as grandes equipes”, garante Zé Roberto.

Transmissões

A Superliga masculina começa no sábado (14), com destaque para o duelo entre Corinthians/Guarulhos e Sada/Cruzeiro, às 20h, com transmissão do SporTV e da Rede TV!.

A edição feminina terá início no domingo (15), às 13h, com o confronto entre Fluminense e BRB/Brasília Vôlei, também transmitido pelos dois canais.

*Com informações da CBV