O Conselho Esportivo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou nesta quinta-feira as novas regras para a utilização dos pneus na temporada 2016 do Mundial de Fórmula 1. Com as mudanças, a Fórmula 1, que tenta recuperar popularidade, espera dar mais possibilidades de estratégias às equipes, tornando as corridas mais empolgantes.

A partir do próximo campeonato, os times poderão escolher entre três tipos de compostos, ao invés de apenas dois, como aconteceu nos últimos anos, nas corridas. Os compostos serão definidos de antemão pela Pirelli, fornecedora única de pneus da F1. Estas regras valem apenas para os pneus slicks (para pista seca) - os intermediários e os de chuva seguem com as mesmas definições.

Dos três tipos de pneus que estarão disponíveis para cada etapa, a Pirelli definirá dois que deverão ser utilizados obrigatoriamente por cada piloto na corrida. Além disso, haverá um composto mais macio que será reservado para o Q3, a última sessão do treino classificatório.

Outra novidade será a introdução de um novo composto, o ultramacio, de cor roxa. Assim, as equipes terão cinco tipos diferentes de pneus slicks a serem utilizados ao longo da temporada.