A busca do Cruzeiro por jogadores para reforçar o plantel que atuará em 2018 causou um furor na diretoria do São Paulo. É que a nova diretoria da Raposa, capitaneada pelo futuro presidente Wagner Pires de Sá, e Itair Machado, que assumirá o departamento de futebol do clube, buscou informações sobre o atacante Lucas Pratto de forma direta, sem acionar o detentor dos direitos federativos do atleta. No caso o próprio Tricolor Paulista.

Em conversa nesta segunda-feira (4) com o Hoje em Dia, o empresário Mauro Lopes, que representa Pratto no Brasil, admitiu que recebeu contato de dirigentes do Cruzeiro. De acordo com o agente, os cruzeirenses sondaram a situação do atleta. No entanto, ao Globoesporte.com, Lopes confidenciou que houve proposta. 

Leia mais:
Em busca de atacante, Cruzeiro faz contatos por argentino Lucas Pratto: 'negócio difícil'

Fato que deixou o dirigente Vinícius Pinotti, diretor-executivo do São Paulo, irritado. Ao Globoesporte.com Pinotti acusou o Cruzeiro de aliciamento e prometeu ir à Fifa reclamar do comportamento dos dirigentes da Raposa. 

Os dirigentes do Cruzeiro afirmam que tomaram conhecimento do caso pela imprensa e negam que tenham feito proposta ou contato por Lucas Pratto.