Maior surpresa da Copa do Brasil até agora, pois eliminou o Juventude, de Caxias do Sul, na primeira fase, e o América, na segunda, o Murici, de Alagoas, próximo adversário do Cruzeiro na competição, não deve contar com seu maior aliado nos confrontos com a Raposa, que é o acanhado Estádio José Gomes da Costa, local onde eliminou gaúchos e americanos, que reclamaram demais das péssimas condições do gramado.

Na próxima quinta-feira (2), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realiza, às 12h, na sua sede, no Rio de Janeiro, a ordem dos jogos dos confrontos da terceira fase da Copa do Brasil.

E independentemente do que acontecer no sorteio, os dois jogos entre Cruzeiro e Murici, previstos para 8 e 15 de março, devem ter TV aberta para Minas Gerais, pois a Raposa será o único grande de Belo Horizonte em ação nas duas datas com possibilidade de jogar no horário das 21h45.

O Atlético estreia na fase de grupos da Copa Libertadores dia 8 de março. Mas sua partida contra o Godoy Cruz, da Argentina, em Mendoza, está programada pela Conmebol para às 19h30, e terá transmissão apenas por TV fechada.

Com a transmissão do confronto entre Murici e Cruzeiro pela televisão, a partida dificilmente acontecerá no Estádio José Gomes da Costa, pois o local não oferece condições para as emissoras montarem seus equipamentos.

Na última quarta-feira (22), o árbitro baiano Marielson Alves da Silva, que apitou o confronto do Murici com o América, relatou na súmula a falta de estrutura do estádio, que não tinha impressora para que ele pudesse repassar o documento de comunicação das penalidades aos dois clubes. Além disso, destacou que o gramado do José Gomes da Costa é muito ruim.

Como dificilmente poderá receber o Cruzeiro em seu estádio, a preovável opção do Murici deve ser mandar a partida no Estádio Rei Pelé, que fica em Maceió, cidade a apenas 51 quilômetros de distância.

Em contato com a reportagem do Hoje em Dia, a diretoria do Murici preferiu não se posicionar antes do sorteio do dia 2, pois ainda não foi comunicada de nada em relação ao mando de campo do jogo contra o Cruzeiro.