Reencontro marcado. Cruzeiro e Patrocinense empataram em 1 a 1, na tarde deste domingo (11), em Patrocínio, e vão se encontrar novamente nas quartas de final do Campeonato Mineiro.

O duelo será decidido em jogo único, no Mineirão, no próximo fim de semana, em data e horário a serem definidos pela Federação Mineira de Futebol (FMF). Em caso de empate, a decisão da vaga para a semifinal será decidida nos pênaltis. 

O  gol da equipe celeste, que atuou com um time considerado reserva, foi marcado por Rafael Marques, aos 26 minutos do segundo tempo, após o atacante receber belo passe de Mancuello e finalizar com categoria. 

A equipe da casa empatou aos 39 minutos com Gênesis, que recebeu dentro da área, girou em cima da defesa, e bateu com força, rasteiro, no canto esquerdo do goleiro Rafael. 

O resultado fez com que o time do técnico Mano Menezes terminasse a primeira fase invicto, pelo terceiro ano consecutivo. Em 11 jogos na primeira parte do torneio, a equipe celeste venceu nove e empatou dois, o que gerou um aproveitamento de 87,9%.

Já a Patrocinense, que voltou a disputar à elite do futebol mineiro após 24 anos, além da classificação, garantiu vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2019. 

O JOGO

Mesmo já classificado, e poupando os jogadores titulares para as próximas partidas, o Cruzeiro iniciou a partida querendo mostrar serviço para a calora torcida que vem acompanhando o time com muita empolgação desde a chegada ao Triângulo Mineiro. 

Entretanto, a falta de entrosamento, e a boa marcação do Patrocinense, que lutava para manter a vaga para a próxima fase do campeonato, e afastar qualquer risco de rebaixamento, deixaram o jogo mais lento e com poucas chances reais de gol no primeiro tempo. 

No início da segunda etapa o panorama foi o mesmo. Mesmo com as alterações do auxiliar Sidinei Lobo, que comandou o time na beira do gramado no duelo deste domingo, conseguiram fazer com que a equipe celeste criasse chances claras de gol. 

Até que aos 26 minutos apareceu o toque de qualidade. O argentino Mancuello, responsável pela armação das jogadas do time contra o Patrocinenese, deu bela assistência para Rafael Marques, que invadiu a área, driblou que o goleiro Neguete e empurrou para o fundo das redes para abrir o placar. 

Em busca do gol que garantiria a classificação para as quartas de final, os donos da casa se lançaram ao ataque, e foram premiados. Aos 39 minutos, o atacante Genesis, que havia entrado no lugar de Ademir, recebeu na entrada da área, girou em cima da marcação e finalizou firme, rasteiro, sem chances para Rafael. 

Nos minutos finais o jogo esfriou, e o resultado, que acabou sendo bom para as duas equipes, se manteve até o apito final.

FICHA TÉCNICA
 
PATROCINENSE 1 X 1 CRUZEIRO
 
Motivo: 11ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio
Arbitragem: Emerson de Almeida Ferreira 
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Sousa Santiagonei Cândido Alves
Gols: Rafael Marques, aos 26 minutos, do segundo tempo (CRU) e Gênesis, aos 39 minutos do segundo tempo (PAT)
Cartão Amarelo: Bruno Moreno e Leomir (PAT); Ezequiel e Mancuello(CRU)
Cartão Vermelho: Não houve
 
PATROCINENSE – Neguete; Ângelo, Diego Borges, Juninho e Mateus Mendes;  Mário César, Bruno Moreno, Leomir, Diego Peixoto (Marcelo Régis); Ademir (Genesis) e Jeferson Berger (Juninho Arcanjo). 
Técnico: Wellington Fajardo
 
CRUZEIRO - Rafael ;Ezequiel, Digão, Dedé e Marcelo Hermes; Lucas Silva, Bruno Silva (Nonoca) e Mancuello; Rafael Marques, Judivan (Sassá) e Raniel (Marcelo)
Técnico: Sidnei Lobo