Com um gol de Rafael Sóbis, aos 23 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro venceu o Grêmio por 1 a 0 em Porto Alegre, e, dessa forma, assumiu, pelo menos provisoriamente, a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com os mesmos 47 pontos do Santos, mas superando o time paulista nos gols marcados.
 
Manter a posição não será fácil para o Cruzeiro, pois dependerá de muita torcida. Isso porque o Santos tem dois jogos a menos e apenas um ponto já é suficiente para ele ultrapassar o time da Toca.
 
O que o Cruzeiro precisa para se manter como vice-líder do Brasileiro? Entenda.
 
Nesta quinta-feira (12), feriado nacional, o Peixe entra em campo para encarar a Ponte Preta, às 17h, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 27ª rodada. Na próxima segunda-feira, diante do Vitória, às 20h, no Pacaembu, o Santos encerra a 28ª rodada, que foi aberta pelo Cruzeiro sábado passado, com os 2 a 1 sobre a Ponte Preta, no Mineirão, em confronto antecipado.
 
Além do Santos, o Cruzeiro terá de secar também o Grêmio, que até com um empate diante do Coritiba, domingo, às 19h, no Couto Pereira, ultrapassa a equipe de Mano Menezes na tabela.
 
O secador cruzeirense tem de ser direcionado também para o Palmeiras, outro que tem dois jogos a menos. Hoje, recebe o Bahia, às 21h, no Pacaembu. No domingo, encara o lanterna Atlético-GO, às 17h, em Goiânia. Com quatro pontos nos dois jogos, o Porco também supera a Raposa.
 
De toda forma, a vitória sobre o Grêmio mostra a força cruzeirense neste momento da temporada e mantém o time de Mano Menezes não só como o de melhor campanha no returno do Brasileirão, mas vivo na briga pelo vice-campeonato, já que alcançar o líder Corinthians, que ontem fez 3 a 1 no Coritiba, é uma tarefa que o próprio treinador cruzeirense já classificou como impossível.