O atacante Alisson, revelação da base do Cruzeiro, recebeu proposta do futebol italiano, mais especificamente do Genoa-ITA, e segue negociando sua renovação contratual com a diretoria do Cruzeiro. O vínculo do atleta com a Raposa vence no meio de 2018.

A proposta do clube italiano, rechaçada pela cúpula celeste pelo baixo valor apresentado – cerca de € 800 mil (aproximadante R$ 2,9 milhões), serve como pressão à diretoria, que busca uma rápida definição da situação do camisa 11, um dos titulares de Mano Menezes.

Apesar de externar sua vontade de atuar no futebol europeu, Alisson deixa sua situação contratual nas mãos dos empresários que cuidam de sua carreira.

“Olha, os meus empresários estão conversando sobre a situação, se realmente chegarem um acordo, espero ficar muito mais tempo no Cruzeiro. Sou muito grato ao clube por tudo que fez por mim na base, acho que isso é conversado, meu empresário vai ver o que for melhor para o clube e para mim. Se for bom para mim e para o clube, vai acontecer”, disse.

Promovido ao elenco principal em 2012, Alisson, que passou pelo Vasco em 2013, pode assinar novo vínculo nos próximos dias. O prazo do novo documento pode ser de três ou quatro anos, dependendo de articulações de bastidores entre Cruzeiro e agentes do jogador.

“É um grande sonho meu (jogar na Europa), sempre deixei muito claro isso, sou muito grato ao Cruzeiro, venho trabalhando a cada dia para realizar esse sonho. O objetivo é chegar na Europa, venho fazendo de tudo para conquistar o objetivo. Tive uma proposta no começo do ano, por empréstimo, mas acabou não acontecendo, e continuo feliz aqui”, comentou.  

Não é de hoje o interesse do Genoa-ITA por Alisson. O clube italiano já havia tentado o empréstimo do jogador no começo deste ano. Tentativa também rechaçada pela diretoria estrelada, que considera Alisson um ativo muito valorizado de seu elenco.