O fato de estar sem um novo diretor de futebol não impede o Cruzeiro de buscar reforços no mercado visando a temporada de 2017. Depois de confirmar às chegadas do zagueiro Equatoriano Luis Caicedo e do lateral-esquerdo Diogo Barbosa – ainda com Thiago Scuro -, a bola da vez na equipe celeste é o volante Hudson, de 28 anos, que tem contrato com o São Paulo até 2019. 

Segundo apurou o Hoje em Dia, Cruzeiro e Hudson já tem acerto salarial definido e, para a cúpula estrelada oficializar a contratação do meio-campista, falta o São Paulo definir com Rogério Ceni quais os jogadores serão aproveitados no ano que vem. Tal definição é importante, pois o novo treinador da equipe paulista dará o aval em possíveis trocas com a Raposa.

Fora do Brasil, o empresário Luciano Couto, que agencia a carreira de Hudson, confirma as conversas com o Cruzeiro. No entanto, afirma que, para o negócio ser finalizado, o São Paulo precisa bater o martelo com a Raposa. “Existe sim o interesse, e já estou conversando com o Bruno Vicintin, responsável pela negociação desde que o Thiago Scuro (ex-diretor de futebol) se desligou do clube, disse.

Para a chegada de Hudson, a diretoria do Cruzeiro tenta arquitetar uma troca de jogadores. E o atleta que Bruno Vicintin tenta repassar ao São Paulo é o lateral-esquerdo Eugenio Mena. O chileno, que defendeu o time do Morumbi nesse ano, não faz parte dos planos de Mano Menezes e é considerado um jogador caro, com custo elevado para o departamento de futebol cruzeirense. O bicampeão da Copa América com a seleção do Chile tem contrato com o time azul até 2018. 

Outra alternativa para, quem sabe, tornar o negócio atrativo aos paulistas, é envolver o jovem Neilton na negociação. O atacante se destacou no Botafogo nas duas últimas temporadas, quando a equipe da Estrela Solitária subiu à Série A (2015) e garantiu vaga na Libertadores do ano que vem (2016). No entanto, os dirigentes tricolores querem envolver outros atletas no negócio: o atacante Willian "Bogode" é o preferido. 

Luciano Couto não quis entrar na seara que envolve diretamente Cruzeiro e São Paulo, mas adiantou que a negociação não deve se esticar “2017 adentro”. “Tudo será definido até o dia 31 de dezembro, e o Hudson, caso o negócio vingue, se apresentará no primeiro dia da pré-temporada no Cruzeiro”.