As tratativas envolvendo a contratação do volante argentino Lucas Romero junto ao Vélez Sarsfield não custaram nada ao Cruzeiro. Pelo menos por enquanto.

Ficou combinado entre os dois clubes que a Raposa vai adquirir 50% dos diretos do atleta. No entanto, o custo de US$ 1,5 milhão, ou aproximadamente R$ 6 milhões, poderá ser pago até o fim de 2017.

Por outro lado, caso o pagamento não seja efetuado, o contrato passa a ter uma cláusula de rescisão de 12 milhões de euros.

Além disso, o Vélez precisa aprovar todas as condições para uma futura negociação, já que o clube argentino ainda detém a metade dos valores econômicos do jogador.

Vitrine
Nesse sentido, o clube argentino parece estar mesmo interessado numa venda do atleta. Também está previsto que, caso Romero cumpra o contrato de cinco anos com o Cruzeiro, o clube celeste terá que indenizar o Vélez em 1 milhão de euros.

A princípio, no início das negociações, o Vélez queria US$ 2 milhões (R$ 8 milhões) para liberar o jogador de imediato. Porém, como tem contrato com o time argentino até junho, Romero já poderia assinar um pré-contrato com outro clube.

Com isso, a diretoria celeste, com o auxilio do empresário do atleta, conseguiu convencer os argentinos a cederem 50% dos direitos do volante.

O jovem atleta, que deve disputar os jogos Olímpicos no Rio de Janeiro defendendo a seleção da Argentina, chegou a ser cogitado por Real Madrid e Sevilla no ano passado. O Vélez, no entanto, não aceitava um montante inferior a US$ 5 milhões.