Os sonhos celestes de aumentar a tradição copeira e a galeria de troféus esse ano podem se defrontar com um mesmo adversário em duas semifinais.

Ainda há alguma água por baixo da ponte para que isso aconteça, mas é boa a chance de a Raposa encarar o Palmeiras por vaga na decisão tanto da Copa Libertadores quanto da Copa do Brasil. Consequência dos sorteios que determinaram os confrontos das fases decisivas das duas competições.  Hoje, às 21h45 (de Brasília), o alviverde entra em campo no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, para encarar o Cerro Porteño em seu jogo de ida pelas oitavas da competição internacional.

Na prática, o primeiro jogo de Luiz Felipe Scolari no retorno ao comando do Palmeiras – diante do América, domingo, no Horto, não só ele optou por uma formação mista como sequer teve tempo de trabalhar com o grupo. E se o empate sem gols pelo Brasileiro está longe de ser considerado uma tragédia, o confronto com os paraguaios tem ares de decisão para um time que começou o ano em alta, perdeu o título paulista para o rival Corinthians e, desde então, mostrou um futebol inferior ao esperado pela qualidade do grupo – o que acabou, aliás, custando o cargo a Roger Machado. Sem os negociados Tchê Tchê e Keno, o Porco conta com os reforços dos zagueiros argentinos Gustavo Gómez e Nico Freire.

No trabalho antes da viagem para Assunção, Felipão deu pistas de que deve optar por Deyverson no ataque, deixando o colombiano Borja no banco.

Ciclone
O “Ciclone” conta com o apoio da apaixonada torcida para fazer valer o mando de campo. O técnico argentino Luís Francisco Zubeldia conta com alguns jogadores conhecidos do torcedor brasileiro, como o zagueiro Cáceres, ex-Flamengo; o lateral esquerdo uruguaio Álvaro Pereira, que defendeu o São Paulo, além do experiente atacante Nelson Haedo Valdéz, por muitos anos destaque da seleção guarani. O jogo de volta acontece dia 30, na Allianz Arena.

Na Copa do Brasil, um encontro que já foi final por duas ocasiões (título celeste em 1996 e do alviverde dois anos depois) está ainda mais próximo.
Com a vitória por 1 a 0 sobre o Santos, os comandados por Mano Menezes ficaram muito próximos de mais uma semifinal – a volta acontece quarta-feira, no Mineirão.

Já o Palmeiras, ainda comandado pelo auxiliar Paulo Turra, ficou no 0 a 0 com o Bahia na Fonte Nova e decidirá a vaga na próxima quinta no Pacaembu, já que sua arena estará em preparação para um show musical.