Ter atenção com os atacantes do América nos 15 minutos finais de primeiro e segundo tempos é a receita básica para tentar frear a equipe comandada pelo técnico Enderson Moreira na Série B do Campeonato Brasileiro. Na sexta-feira, às 19h15, a próxima vítima pode ser o Juventude.
Para se ter ideia do poder de conclusão do Coelho neste período do jogo, dos 21 gols marcados até agora na competição, 13 deles aconteceram justamente após a trigésima volta do ponteiro menor.

Para o atacante Luan, uma das peças importantes de Moreira, o fato mostra o quão bem feita tem sido a preparação física durante os treinamentos. “A gente chega numa parte do jogo na qual o adversário começa a cair e a gente mantém (o ritmo), tanto na defesa, quanto no ataque”, diz ao Hoje em Dia.
Já nos primeiros 15 minutos de bola rolando, o América marcou quatro tentos, estes contra o Inter, Goiás, Brasil de Pelotas e Boa Esporte. O mesmo aconteceu entre os minutos 15 e 30; desta vez nos duelos contra Luverdense e Figueirense (três vezes).

Pés no chão
Apesar da liderança isolada na tabela, com 30 pontos conquistados, o discurso no Coelho é de ter pés no chão para que o trem não saia dos trilhos. “Os números são bons, mas a gente não tem que se iludir com eles. Os resultados dão confiança, mas ainda não passamos nem da metade do campeonato”, comenta o zagueiro e capitão Rafael Lima.

Finalizando os últimos detalhes para encarar o Juventude, em Caxias, o técnico Enderson Moreira não deverá ter desfalques importantes para o duelo.
A última atividade em solo mineiro acontecerá amanhã, às 10h, no CT Lanna Drumond. Após o almoço, a delegação segue para o aeroporto de Confins, onde embarca para o Sul do país. Terceiro colocado no Brasileirão, o Juventude soma 27 pontos na tabela; três a menos que o Coelho.