O Sada Cruzeiro segue rumo a mais um título, o primeiro em 2018. De forma mais complicada do que esperado, a equipe do técnico Marcelo Méndez garantiu classificação às semifinais da Copa Brasil ao vencer, no Riachão, o Renata Campinas por 3 a 2 – 25/15, 24/26, 21/25, 25/22 e 15/9. O Minas Tênis bem que tentou e chegou a sair na frente do Taubaté, no interior paulista, mas acabou levando a virada: 3 a 1 – 19/25, 25/22, 25/21 e 26/24.

No primeiro compromisso do ano, o time celeste sentiu o período longe da quadra e, depois de sair em vantagem contra os paulistas, viu o rival garantir a virada, liderado pelo experiente Leandro Vissotto, graças à boa combinação de defesa, bloqueio e contra-ataque. Na quarta parcial, no entanto, prevaleceu a força do pentacampeão da Superliga, comandado pelos cubanos Leal (principal pontuador, com 18 pontos) e Simón e pelo oposto Evandro.

"Foi um primeiro set muito rápido e jogamos bem. No segundo set eles passaram a jogar melhor e não conseguimos manter o ritmo que fazemos normalmente. Eles começaram a bloquear, a defender muito e também contra-atacaram bem. E nós tivemos dificuldade para virar. No quarto set melhoramos o nosso saque e contra-ataque e passamos a rodar mais. O importante foi que conseguimos reverter um placar adverso, mantivemos o ritmo e conseguimos sair com essa vitória e a classificação. Foi muito bom também ver o apoio da nossa torcida, que não parava de cantar e incentivar muito a nossa equipe", destacou Simón.

O adversário do time estrelado nas semifinais da Copa Brasil será o Sesc-RJ, que bateu o Corinthians Guarulhos por 3 a 0. O confronto será disputado dia 25, em São Paulo – o Sesi, que sedia as finais, já estava garantido entre os quatro melhores e vai encarar o Taubaté. Sábado Cruzeiro e Sesc se enfrentam no Rio, mas pela segunda rodada do returno da Superliga.