Se há um clube que comemora a chegada da pausa do Brasileirão para a Copa do Mundo, certamente veste azul, tem escudo estrelado e sede no Barro Preto.
Numa temporada de desafios múltiplos, as contusões e ausências vêm tirando o sono do técnico Mano Menezes nas últimas partidas, e ajudam a explicar a queda de rendimento.

Hoje, diante do Paraná, às 19h30, no Durival de Brito, em Curitiba, a ordem será tirar uma limonada – leia-se, conquistar os três pontos –, de um limão que não conta, entre outros, com De Arrascaeta, Rafinha, Egídio e tem como dúvidas Thiago Neves e Henrique. O adversário, comandado por Rogério Micale, conseguiu vencer duas vezes, mas ainda ocupa a penúltima posição, no Z-4.

Depois dos tropeços diante de Vasco (em casa) e Chapecoense (fora), garantir mais três pontos hoje significa permanecer na zona de classificação à Libertadores 2019 o que, se ainda não decisivo diante do que resta no campeonato, pode ser uma motivação a mais para um retorno que promete fortes emoções.

FICHAPARCRU