Houve um tempo em que era natural marcar rodadas duplas nas principais competições do futebol brasileiro – quando a rivalidade entre torcidas não chegava aos extremos atuais e muita gente queria, na verdade, ver 180 minutos de bola rolando. Hoje com a necessidade de encerrar a 12ª rodada do Brasileirão antes da abertura da Copa do Mundo, a solução encontrada pela CBF foi fazer com que os dois clubes que têm o Independência como casa entrassem em campo em horários distintos. Para o Atlético, que recebe às 21h45 o Ceará, de olho em manter a vice-liderança, nada de diferente.

Para o Coelho, no entanto, sobrou a missão de encarar a Chapecoense num horário bem menos favorável, em que boa parte de sua torcida estará trabalhando ou estudando: 16h. Algo com que o próprio clube brincou por meio de seu perfil no Twitter: “alô @CBF_Futebol! O #BrasilQueEuQuero não tem jogos às 16h de quarta-feira! ?? Mas já que está marcado, o #Coelhão fará promoção com INGRESSOS A R$ 10 diante da @ChapecoenseReal. #BoraProIndepa”.

Sem contar com titular (Giovanni) e reserva (Carlinhos) da lateral-esquerda, ambos contundidos, Enderson Moreira aposta em Gérson Magrão na posição em que já atuou. Leandro Donizete e Norberto retornam e, no ataque, permanece a dúvida entre Rafael Moura e Judivan. “Será muito bom confirmar a melhor campanha do time nos pontos corridos, o grupo foi montado para permanecer na Primeira Divisão. Será um jogo difícil, mas vamos com tudo para vencer mais essa”, destaca o meia Serginho.

Despedida?
À noite, Róger Guedes entra em campo com boa oportunidade para ampliar a artilharia na competição – o Vozão é o lanterna e soma 11 rodadas sem vencer –, mas também pode viver a despedida da torcida.

Ontem, durante a apresentação do colombiano Chará, na Cidade do Galo, o diretor de futebol Alexandre Gallo confirmou que depois da partida se reunirá com o Palmeiras e os representantes do jogador para estudar seu futuro diante da proposta milionária do futebol saudita. Quem tem a saída confirmada é o volante Arouca, que irá para o Vitória, com Zé Wellison vindo para o alvinegro. Hoje é esperada a chegada do meia uruguaio David Terans, do Danú bio, para os exames médicos que o separam de um acordo.

Sem Leonardo Silva, contundido, Bremer volta a formar hoje a dupla de zaga com Gabriel, enquanto o argentino Tomás Andrade, depois das boas atuações recentes, deve ser mantido entre os titulares, dando a Luan a chance de descansar do desgaste físico.

FICHAS