O Cruzeiro esperava que a parada da Copa do Mundo fosse um momento importante para recuperar os jogadores que se desgastaram com a intensa sequência de jogos no primeiro semestre de 2018. No entanto, nem tudo saiu como esperado e o técnico Mano Menezes terá problemas para escalar o ataque celeste nesta segunda metade do ano. 

Os problemas ficarão evidentes já no amistoso de hoje contra o Corinthians, às 20h, no Mineirão. Sem contar com Fred, que segue se recuperando da lesão no joelho direito, agora foi a vez de Sassá ter um diagnóstico mais sério. O jogador passará por cirurgia para reparar lesão na cartilagem do joelho esquerdo, problema semelhante ao que sofreu no joelho direito em 2017. Por causa disso ele deve ficar fora por pelo menos três meses. 

Dos centroavantes de origem, somente Raniel estaria disponível, mas o jogador reclamou de dor na coxa esquerda e, pelo menos para o amistoso com o Corinthians, não será opção para Mano Menezes. Segundo a assessoria de imprensa do Cruzeiro, o jogador sofreu apenas um edema na perna esquerda, mas não se trata de uma situação preocupante: deve retornar quando o calendário oficial de jogos voltar.

APROVEITAMENTO

Além dos desfalques, outra questão preocupa o time celeste: o aproveitamento do seu ataque. Somada à falta de opções ofensivas de Mano, há também uma seca de bolas na rede do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. A Raposa marcou apenas oito gols no torneio, superando apenas o Paraná e o Ceará (ambos com sete), que estão na zona de rebaixamento. 

No jogo de hoje com o Corinthians, caberá a Rafael Sóbis o papel de “falso 9”, e fazer gol será importante para o Cruzeiro, que no histórico de amistosos com o Timão leva desvantagem. Em cinco partidas a Raposa perdeu três, empatou uma e venceu a outra. A única vitória aconteceu em 1964, no estádio Independência, quando Lima garantiu o triunfo por 1 a 0. Na época o Mineirão ainda estava em construção.