Naquele que será o primeiro duelo contra o poderoso adversário desde a humilhante goleada por 7 a 1 sofrida na semifinal da Copa do Mundo de 2014, no Mineirão, em Belo Horizonte, a Seleção Brasileira irá enfrentar a Alemanha em um amistoso no dia 27 de março de 2018, no Estádio Olímpico de Berlim.

A realização do confronto em solo alemão foi oficializada pela CBF nesta sexta-feira, por meio de curta nota oficial publicada em seu site, no qual a entidade enfatizou a importância do duelo na fase de preparação para a Copa do Mundo da Rússia, também marcada para acontecer no próximo ano.

"Jogar contra uma seleção de alto nível, como a Alemanha, será uma prova fundamental para nossos atletas e comissão técnica. Ainda mais por se tratar de um jogo na casa do adversário e em um ano importantíssimo para nossa Seleção", afirmou Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF.

O amistoso contra a Alemanha, atual campeã do mundo, foi confirmado uma semana depois de o técnico Tite ter convocado a seleção brasileira para os dois próximos jogos das Eliminatórias Sul-Americanas do Mundial, contra o Uruguai, no dia 23 deste mês, em Montevidéu, e contra o Paraguai, no dia 28, no Itaquerão, em São Paulo.

Naquela ocasião, Edu Gaspar já havia anunciado que a CBF pretendia agendar amistosos contra seleção europeias neste ano, mas o confronto com a Alemanha será apenas em 2018. Embora o Brasil esteja hoje na liderança disparada das Eliminatórias e se ver muito próximo de assegurar vaga no Mundial, Tite está preocupado com a necessidade de o time nacional fazer amistosos contra seleções do Velho Continente, que possuem estilo de jogo diferente do das equipes nacionais sul-americanas.

O Brasil não faz um amistoso contra uma seleção europeia desde março de 2015, quando bateu a França por 3 a 1, em Paris. Além dos dois próximos confrontos pelas Eliminatórias, a seleção também já tem em sua agenda dois amistosos marcados para junho, em Melbourne, na Austrália. Um deles será contra os australianos e o outro adversário do time de Tite no país da Oceania será a Argentina.