A classificação para as oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro foi motivo de festa para os moradores de Nova Lima e Patos de Minas, torcedores de Villa Nova e URT, respectivamente. Nos clubes, porém, a euforia divide espaço com considerável dose de lamentação.

Rivais tradicionais em Minas Gerais, Leão do Bonfim e Trovão Azul entrarão em campo pela sobrevivência na competição nacional. Perder uma equipe mineira nas oitavas, inclusive, é o motivo que faz o embate ter deixado gosto amargo nos dois lados.

“Ficamos tristes por ser duas equipes de Minas. Todo mundo gostaria que subissem os dois. A chance de um time mineiro subir agora fica menor”, comenta Rodrigo Santana, técnico da URT.

No Leão, antes mesmo de o duelo ser confirmado, o discurso de jogadores e dirigentes era exatamente igual ao de Santana.

Planejamento de urgência

Apesar das belas campanhas realizadas na Série D, Villa e URT precisaram se adaptar a um cenário financeiro bem diferente do encontrado no início da temporada, quando disputaram o Estadual.

Para se ter ideia, a folha salarial do Leão do Bonfim foi reduzida em aproximadamente 60% em relação ao que o clube tinha disponível para o Mineiro. No time de Patos de Minas, este investimento caiu mais da metade.

“Montamos uma equipe muito em cima da hora e sem planejamento algum. O Villa também mudou bastante em relação ao Mineiro”, analisa Santana. “O nosso elenco mudou praticamente todo. Do time titular, conseguimos manter apenas três: Fabinho, Borges e Juninho. Um goleiro, um zagueiro e um lateral-esquerdo. Temos uma folha muito baixa, que não deve chegar à metade do que tínhamos no Estadual”, acrescenta o treinador do time de Patos.

Apesar da montagem feita em cima da hora, Rodrigo afirma conhecer bem alguns atletas do adversário. Vídeos das partidas no Villa nas fases anteriores serão utilizados como ferramenta de auxílio. Do outro lado não será diferente; com ajuda de uma equipe de analistas, o alvirrubro também saberá defeitos e pontos fortes do Trovão.

Duelos das oitavas

Como fez pontuação maior que o adversário nas fases anteriores, 15 contra 14, o Leão do Bonfim terá a vantagem de decidir a vaga para as quartas de final no Castor Cifuentes. 
Os duelos de ida e volta estão marcados para os dois próximos domingos, ambos às 16h. O primeiro deles será no Zama Maciel, em Patos de Minas.

Empolgados com as campanhas dos respectivos times, torcedores de Leão do Bonfim e Trovão devem esgotar as cargas de ingressos e lotar Alçapão e Zama.