Diante de um público recorde para a Superliga Nacional de Vôlei 2016/2017 – 7.045 pessoas acompanharam a partida no Poliesportivo Tancredo Neves – o Sada Cruzeiro levou a melhor no clássico mineiro com o Montes Claros, válido pela oitava rodada da fase de classificação. A equipe do técnico Marcelo Méndez, que reencontrava o primeiro time que comandou no país – não tomou conhecimento do momento positivo do Pequi Atômico, que vinha de vitórias sobre Taubaté e Brasil Kirin Campinas e, em uma hora e 32 minutos de jogo, marcou 3 a 0 (28-26, 28-26 e 25-21), confirmando a condição de único invicto na competição.

As parciais dos dois primeiros sets, no entanto, mostram como a equipe estrelada precisou mostrar todo o seu repertório para levar a melhor – no jargão do vôlei, é o chamado "placar mentiroso". E com um grupo de tanto talento, quem se destacou dessa vez foi o oposto campeão olímpico Evandro, principal pontuador da noite (17 pontos). O também oposto Luan foi o principal nome no time da casa, com 16 pontos. No sábado, o desafio para o clibe estrelado será nada menos que o Sesi, de Bruninho, Murilo e Serginho.

E se o atual campeão fez bonito, a "filial celeste" também ganhou na rodada e segue com ótima campanha. Composto em sua maioria por jogadores cedidos pela equipe celeste, o Juiz de Fora não tomou conhecimento do Bento Vôlei, de Bento Gonçalves (RS): 3 a 0 (25/23, 25/20 e 25/20), no Ginásio da UFJF. O resultado levou a equipe da Zona da Mata à sexta posição.

O Minas também venceu, dando fim a uma sequência negativa de resultados. Em Castro, interior paranaense, a equipe do técnico Nery Tambeiro superou o Caramuru no tie-break: 3 a 2 (32-30, 25-17, 22-25, 16-25 e 18-16).