Terminar a primeira fase do Campeonato Mineiro na liderança virou obsessão na Toca da Raposa. Com 19 pontos na tabela, dois a menos que o Atlético, o Cruzeiro tem mais quatro rodadas, incluindo o confronto direto contra o arquirrival, para conquistar o objetivo. Contudo, outro feito pode ser alcançado pela equipe de Mano Menezes, única entre as 20 da Série A do Brasileiro que ainda não perdeu em 2017: igualar o recorde de pontos na primeira fase do Estadual, na fórmula de disputa iniciada em 2005.

Dono desde recorde - 31 pontos conquistados, em 2013, sob comando de Marcelo Oliveira -, o time celeste precisa vencer os quatro duelos restantes para igualá-lo nesta temporada. O primeiro passo, marcado para domingo (19), será contra o Tombense, no Mineirão.

“Não tem como valorizar isso (invencibilidade) além do que deve. É bom ter essa invencibilidade, naturalmente vamos lutar para mantê-la, não como objetivo primeiro, mas porque é objetivo de cada jogo entrar para vencer", comenta Mano Menezes.

"Se formos melhores que o adversário, vai continuar. É o caminho, mas temos que pensar só no Tombense, adversário qualificado. Ano passado foi muito parelho, temos visto o time deles jogar contra os adversários do Mineiro. Se fizermos bem feito, podemos conquistar uma nova vitória”, acrescenta.

Em 13 jogos no ano, o Cruzeiro conquistou 12 vitórias e um empate, o que representa um aproveitamento de 95% até o momento.

“Ainda somos uma equipe em evolução, é bom sempre deixar claro disso. Três meses é relativamente pouco em uma equipe mexida e relativamente nova pelo jeito de jogar. Temos que padronizar algumas questões, fazer alguns jogos bem feitos. A equipe não levou gols nos últimos quatro jogos, mas em alguns momentos o Rafael teve que brilhar. Nós temos de aproveitar esse momento”, conclui o comandante do time celeste.

Cruzeiro e Tombense se enfrentam às 16h de domingo, no Mineirão. O confronto é válido pela oitava rodada do Campeonato Mineiro

 

Confira a pontuação alcançada pelo Cruzeiro, na primeira fase do Estadual, desde 2004:

ANO PONTUAÇÃO
   
2005 26
2006 24
2007 25
2008 26
2009 25
2010 24
2011 28
2012 28
2013 31
2014 29
2015 24
2016 29