A “Síndrome de Estocolmo” atacará novamente o Atlético. O clube prepara terreno para a chegada do meia-atacante Valdívia, o “PokoPika”, carrasco do Galo na Libertadores 2015. 

O jogador está de malas prontas para sair do Internacional. Sem espaço na equipe gaúcha, ele se despedirá do Colorado de forma provisória. Será emprestado ao Atlético até o primeiro semestre de 2018 em troca de uma compensação financeira, tendo os salários bancados pelo Galo. O jogador de 22 anos chegará a BH para revitalizar a carreira.

Depois da lesão no joelho no ano passado que lhe custou a participação na Olimpíada, Valdívia nunca mais foi o mesmo em campo. Vestindo alvinegro, porém, terá a chance do recomeço. E uma maior esperança de entregar ao Galo um serviço mais eficiente do que o último “carrasco” contratado pelo clube. 

O colombiano Sherman Cárdenas, que ajudou a eliminar o Atlético nas oitavas da Libertadores de 2014, veio por empréstimo e passou desapercebido. Mais do que isso, recebeu R$ 550 mil do alvinegro na Justiça, após abrir processo trabalhista contra o Galo.

Outro jogador que faz parte da tal "síndrome" no qual a vítima se apaixona pelo seu agressor é o lateral-esquerdo Danilo Barcelos. Primeira contratação oficial do Galo para a atual temporada, o jogador fez três gols no Atlético, pelo América, e decidiu o Campeonato Mineiro 2016.

Do mesmo Inter de Valdívia, o Atlético também sofreu nas mãos de Diego Aguirre. O uruguaio comandou a equipe colorada que chegou até a semifinal da Libertadores 2015 e ajudou a eliminar o Galo nas oitavas. O técnico, agora no San Lorenzo classificado para as oitavas de final da atual Libertadores, teve vida curta no Atlético, entre dezembro de 2015 e maio de 2016.

TROCA DE ZAGUEIROS
Nas tratativas com o time gaúcho, o Atlético também acertará a troca direta entre os zagueiros Ernando e Erazo. O equatoriano, que atuou apenas 23 minutos em 2017 por conta de problemas físicos, será emprestado ao Internacional, que cederá o zagueiro Ernando, outro sem espaço na equipe da Série B.

Na quinta-feira (18) o presidente Daniel Nepomuceno e os representantes de Ernando fizeram contatos para alinhavar a chegada também do defensor. O zagueiro é representado pelo ex-atacante Roni, com passagem pelo Galo, que, ao ser contactado pela reportagem do Hoje em Dia, afirmou “estar em reunião”. Já o representante de Valdívia, Jair Peixoto, preferiu manter o silêncio.

Ernando perdeu a titularidade no Inter após a chegada do zagueiro argentino Victor Cuesta, ex-Independiente, que chegou a estar na lista de interesses do próprio Atlético.

LISTA DA LIBERTADORES
Com a chegada desses dois novos nomes, agora o Atlético tem excesso de opções para as modificações na lista de inscritos na Libertadores. O Galo poderá trocar, segundo rege o regulamento da Libertadores, três jogadores dos 30 elegíveis na competição, a partir da disputa das oitavas de final, em julho.

Agora, serão cinco atletas para três vagas. Além de Valdívia e Ernando, perto do acerto, o alvinegro ainda tem Roger Bernardo, Marlone e Alex Silva. Este último foi devolvido pelo América para ocupar a vaga de Carlos César, com o tornozelo fraturado e indisponível para as oitavas. Ainda, porém, não é certa a inscrição de Alex. 

Marlone, que chegou no começo do ano, também não tem a certeza de disputar a Libertadores. Ele foi trocado por Clayton, inscrito no começo do torneio.Por fim, Roger Bernardo chega nos próximos dias, mas só poderá ser utilizado a partir de 20 de junho, na reabertura da janela internacional do Brasil.