Após o Senador Zezé Perrella, por problemas com a Justiça, abrir mão da candidatura à presidência do Cruzeiro e indicar o advogado Sérgio Santos Rodrigues para encabeçar a chapa de oposição “Tríplice Coroa”, o grupo da situação deseja anunciar o nome de Francisco Emílio Brandi Félix para concorrer ao cargo máximo da Raposa no fim deste ano. 

Nome de consenso dos apoiadores do atual presidente Gilvan de Pinho Tavares, Emílio Brandi, segundo apurou o Hoje em Dia, tem o apoio da família para aceitar ser o cabeça de chapa da situação no pleito eleitoral cruzeirense, que deve acontecer a partir de outubro. Entretanto, ainda não é certa a confirmação de seu nome para tentar ser o substituto do atual mandatário celeste.

Segundo uma fonte próxima a Emílio e que esteve com o empresário nos últimos dias, existe uma resistência por parte de Brandi, justamente por causa de seus negócios particulares. No entanto, como a esposa e seus familiares mais próximos querem vê-lo como presidente da Raposa, pode ser que ele aceite o desafio de concorrer ao cargo. Ou até mesmo, caso não seja o candidato principal, assuma uma função de primeiro ou segundo vice-presidente na chapa da situação. 

Como tem se reunido com diversos conselheiros, o presidente Gilvan de Pinho Tavares almoçou no último fim de semana com Emílio Brandi. Na pauta da conversa a tentativa de convencer o empresário a assumir o desafio de honrar o nome da família, que teve em Felício Brandi um dos presidentes mais atuantes e que elevou o Cruzeiro de patamar nos anos 60 e 70. 

Emílio Brandi é sobrinho de Felício, e além de diretor-presidente da Associação Comercial da Ceasa-MG (ACCEASA MG), é um dos donos da empresa Nova Safra, que atua no mercado de alimentos.

Nova Safra

A empresa Nova Safra, que tem Emílio Brandi como um dos fundadores, tem mais de 30 anos e oferece atualmente cerca de cinco mil itens para venda no mercado de alimentos. A empresa tem uma frota de 75 caminhões, que fazem 1.300 entregas por dia, em média na Grande Belo Horizonte. 

A nova loja da Nova Safra ficou pronta recentemente na Ceasa-Minas e conta com 4.700 metros quadrados de área construída. A Nova Safra tem ainda um centro de distribuição de 14 mil metros quadrados, também na Ceasa.