O brasileiro Felipe Massa entrou para o treino classificatório do GP de Mônaco neste sábado (27) ciente que o circuito de rua de Montecarlo não era dos melhores para o desempenho da Williams. No entanto, a falta de sorte o atrapalhou a conseguir uma posição melhor do que o 14.º lugar no grid.

Felipe Massa poderia ter ido para o Q3. Mas deixou para dar a volta mais rápida nos instantes finais e uma bandeira amarela, causada por um acidente do belga Stoffel Vandoorne, da McLaren, acabou com os planos do brasileiro.

"Tinha dois jogos de pneus. No primeiro, saí de traseira em uma curva e tive que abortar a volta. Parei, coloquei outro jogo de pneus, saí de novo e aí aconteceu isso. Acabei não tendo nenhuma volta", comentou Felipe Massa em entrevista ao SporTV.

O companheiro de equipe do brasileiro, o canadense Lance Stroll, não conseguiu avançar nem do Q1 e largará em 18.º lugar. Por conta do fraco desempenho dos dois carros da Williams, Felipe Massa espera que a reação aconteça durante a corrida.

"Definitivamente não foi um bom dia. Lutamos muito com um carro diferente, regras diferentes. Estou desapontado por largar no pelotão de trás, mas tudo pode acontecer em Mônaco. Então espero que a gente faça uma boa corrida e tenha um pouco mais de sorte amanhã", disse Felipe Massa ao site da Fórmula 1.

A largada para a etapa de Mônaco da Fórmula 1 está marcada para as 9 horas (de Brasília). O finlandês Kimi Raikkonen garantiu a pole position, seguido pelo companheiro de Ferrari, o alemão Sebastian Vettel. Na briga pelo título, o inglês Lewis Hamilton tentará uma corrida de recuperação, pois sairá do 12.º lugar no grid com sua Mercedes.