No sangue carioca de Bebeto de Freitas corria a herança genética de duas figuras lendárias do esporte brasileiro. Primo de Heleno de Freitas e sobinho de João Saldanha, ele mesmo se tornou histórico. Deixou marca indelével no vôlei, foi dirigente no futebol e voltou ao Atlético em 2018. Aos 68 anos, Bebeto faleceu nesta terça-feira (13) na Cidade do Galo.

O Atlético, se não é o maior clube do Brasil, é o que tem a torcida mais assídua, aquela que tem demonstrado ao longo dos anos a maior fidelidade. Isso é o diferencial"

Bebeto, ao iniciar segunda passagem pelo Atlético, em 2008

O ex-presidente do Botafogo foi vítima de uma parada cardíaca logo após apresentar o time Galo Futebol Americano, uma parceria com o Grupo Sada e a equipe BH Eagles.

Desde dezembro do ano passado, Bebeto ocupava o cargo de diretor de Adminstração e Controle no clube alvinegro. Antes, havia sido secretário de Esportes e Lazer da Prefeitura de Belo Horizonte, já na gestão Alexandre Kalil.

O dirigente estava na sua quarta passagem pelo Galo, sempre sob influência de Kalil. O atual prefeito da capital e ex-presidente do clube foi um dos que confirmaram a morte do amigo, pelo Twitter.

"Sempre gostei de gente de bem e honesta ao meu lado. Por isso gostava de estar perto de você. Encontramos mais tarde, Bebeto", publicou.

Um helicóptero foi acionado no CT do Galo. Entretanto, Bebeto não resistiu à parada cardíaca e não teve reação positiva ao atendimento médico urgente recebido no local.

O ex-jogador, ex-técnico e ex-diretor deixa um grande legado para o esporte brasileiro, tendo sido o treinador da inesquecível "geração de prata" da Seleção Masculina de Vôlei, segunda colocada na Olimpíada de 1984, em Los Angeles. Além disso, ganhou Ligas Mundiais como treinador da Itália.

É o tipo do trabalho em que você deve estar 100% concentrado. Para trabalhar aqui no Atlético, você tem que ser digno dessa paixão"

Bebeto, ao deixar o cargo em 2009, alegando razões pessoais

"É com muito pesar que informamos o falecimento de Bebeto de Freitas, Diretor de Administração e Controle do Atlético, nesta terça-feira. Bebeto sofreu uma parada cardíaca, pouco depois de participar de um evento na Cidade do Galo. O Diretor foi atendido prontamente, mas não resistiu. O clube decretou luto oficial de três dias", manifestou-se o Atlético por meio de nota oficial.

Leia mais:
Personalidades e clubes lamentam morte e homenageiam Bebeto de Freitas nas redes