Um dos jogadores mais experientes do elenco atleticano, o atacante Fred não entrou em campo na derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR. O revés diante dos paranaenses foi o segundo consecutivo do Galo no Campeonato Brasileiro e, coincidentemente, para uma equipe que ocupava a lanterna do torneio. Antes o Atlético havia “ressucitado” o Vitória. 

A campanha alvinegra no Brasileirão é muito ruim, já que o clube ocupa a 17ª posição, a primeira equipe na zona de rebaixamento. O desempenho do time gera insatisfação entre os torcedores, que já começam a questionar o trabalho do técnico Roger Machado.

Apesar das críticas, o atacante Fred sai em defesa do treinador e chama para os jogadores a responsabilidade de mudar o cenário atleticano no Nacional. 

“O menos culpado é ele (Roger Machado). É hora de a gente somar forças, dividir responsabilidades, mas principalmente os jogadores. Temos jogadores vitoriosos no Galo e dentro da carreira. Jogadores vitoriosos, que gostam de vencer e querem tirar o melhor um do outro e deles próprios. Nós fomos campeões mineiros e bem na Libertadores com o Roger equilibrado o time. Agora não pode jogar na conta dele. São situações que estão acontecendo e ninguém vai olhar para isso. A comissão técnica tem que se desdobrar. Às vezes machucam vários da mesma posição. Isso é complicado”, comentou o camisa 9.

“A gente tem que agora somar forças e dividir responsabilidades, principalmente nós jogadores, que estamos entrando dentro de campo. Todos. Os mais novos, os mais experientes. A gente tem que bater no peito e assumir, para tentar trazer essa alegria de volta”, complementou. 

Para o atacante, agora não é hora apenas de falar. É hora de “jogar bola na rede”. 

“Futebol talvez seja a coisa mais enganosa que a gente possa ver em todos os esportes. Ontem eu não joguei. Fiz os exames e deu um problema na minha perna. Talvez todo mundo olha e fala porque o Fred não jogou. O que a gente tem que fazer é jogar a bola na rede, vencer os jogos de qualquer forma e retomar a confiança. Dentro do próprio clube a gente fica insatisfeito”, disse.

Pouco mais de dez mil torcedores foram ao Independência acompanhar o jogo contra o Atlético-PR, na última quarta-feira, e viram o zagueiro Felipe Santana “entregar” o gol para o adversário. O beque recuou de forma equivocada uma bola e “quebrou” todo o sistema defensivo. 

O torcedor ficou irritado com o lance, mas esperou a partida terminar para vaiar o Atlético, que fez um jogo abaixo da crítica. E o atacante Fred, que assistiu ao jogo de um lugar privilegiado do estádio, comentou o que viu. 

“Ontem me chamou mais atenção foi o apoio do torcedor do início ao fim, deixando para cobrar no final. Vaiar em uma derrota que deixou o nosso torcedor também muito triste, fora dos nossos planos. Talvez o que eu vá falar seja o menos importante, mas nós tivemos um gol mal anulado também. Em uma situação que a gente está brigando, o meio a zero é importante. A frustração é de todo mundo. A gente até agora não conseguiu dar esse retorno, perdendo muitos pontos dentro de casa. Temos que nos unir. O torcedor está fazendo a parte dele e vamos tentar reencontrar os caminhos das vitórias”, finalizou.