O goleiro Bruno Fernandes foi apresentado oficialmente como jogador do Boa Esporte Clube, de Varginha, na manhã desta terça-feira (14). A coletiva de imprensa, que começou às 8h40, durou somente 15 minutos e foi repleta de ameaças de encerramento. 

Logo no início, a assessoria do time, campeão da Série C do Brasileiro, disse que Bruno só responderia perguntas que falassem exclusivamente de esportes. Caso contrário, a coletiva seria finalizada. Eles também informaram que o contrato já foi assinado pelo atleta. 

A primeira pergunta teve relação direta com a saída do atleta da prisão. Questionado se achava que merecia uma segunda chance no futebol e se sentia digno de vestir a camisa de um time, Bruno disse que não iria responder. "Estou muito feliz pela oportunidade dada. Eu venho me preparando há alguns anos. As pessoas correm de mim pelo o que aconteceu no passado. O Boa está abrindo as portas. Estou muito feliz, motivado”, afirmou. 

Bruno disse que a esposa foi a principal responsável por incentivá-lo a não deixar o futebol e ressaltou que irá se preparar fisicamente para voltar aos campos. “A primeira coisa a fazer é me preparar para jogar. Deus vai guiar meus passos. Enfim, tenho de acreditar em mim mesmo", destacou. 

Perguntado se tinha medo de voltar para a prisão, Bruno disse apenas que "quando Deus abre as portas, homem nenhum fecha” e disse que, se precisasse encerrar a passagem pelo clube, caso a liminar caia, o advogado cuidará disso. 

Ele afirmou ainda que, caso houvesse alguma chance de voltar jogar na Seleção, deixaria “acontecer naturalmente” e daria o seu melhor no Boa Esporte. "Acho que sonhar nunca é demais. Um dia sonhei em estar aqui de volta e agora estou. Vou me dedicar", afirmou.

O presidente do Boa, Rone Moraes, disse que o goleiro terá uma grande responsabilidade e será cobrado como qualquer jogador. "A responsabilidade vai ser grande. Se o Bruno falhar, vão cobrar. Se for bem, vão cobrar também", ressaltou. 

O atleta posou com a camisa do Boa Esporte que ainda está com a logomarca dos patrocinadores. No entanto, na sala onde a coletiva ocorreu, não havia banner ou informações dos quatro apoiadores do time que encerraram os contratos com o Boa devido à contratação do goleiro. 

Novos patrocinadores ainda serão anunciados pelo clube entre quinta e sexta-feira, segundo o presidente. Ele afirmou que o time ainda não foi notificado oficialmente sobre a saída dos atuais apoiadores.

Assista a coletiva na íntegra.

 


*Com informações de Globoesporte e ESPN