A briga pelo troféu do Módulo II do Campeonato Mineiro está bastante acirrada e equilibrada. Mais do que se possa imaginar, inclusive. Para se ter ideia, se a competição terminasse nesta terça-feira (16), o campeão seria conhecido através do quinto critério de desempate.

Com 18 pontos no hexagonal final, Boa Esporte e Patrocinense, Coruja e Águia, respectivamente, fazem campanha incrivelmente parecida. O único quesito em que ambos diferem é o número de cartões vermelhos: o time de Varginha, no Sul de Minas, tem um a menos (2 contra 3).

De acordo com Paulo Bracks, diretor de competições da Federação Mineira de Futebol, os critérios de desempate englobam apenas a fase final (hexagonal) da competição. Surpreso com o fato, o dirigente vibra com a curiosa igualdade.

"Situação inusitada, sem dúvida. Nunca tivemos nada semelhante nestes anos. Mas, o nosso Regulamento (RGC) esclarece com propriedade, sem margem para dúvida ou polêmica", comenta Bracks.

No próximo sábado (20), o Boa vai até Uberaba encarar os donos da casa; a Patrocinense, por sua vez, recebe o Nacional, de Muriaé, com a certeza de casa cheia no Júlio de Aguiar.

Confira os números de Boa Esporte e Patrocinense, considerando os critérios de desempate:

1) - Númerro de vitórias
Boa - 5
Patrocinense - 5

2) - Maior saldo de gols
Boa - 5
Patrocinense - 5

3) - Maior número de gols marcados
Boa - 11
Patrocinense - 11

4) - Confronto direto
As duas equipes empataram por 0 a 0 na 9ª rodada do Hexagonal

***** 5) - Menor número de cartões vermelhos
Boa - 2
Patrocinense - 3