A mudança de temperatura e o excesso de jogos podem ajudar a explicar a cena que os torcedores de Atlético e Fluminense irão se deparar na tarde deste domingo (21). O gramado do Independência apresenta um estado 'castigado'. O verde do campo perdeu a força com a presença de várias falhas no tapete. O clima mais frio em BH obrigará o campo a se readaptar. 

No Mineirão, por exemplo, há um hiato de partidas e a concessionária que administra o estádio já iniciou a etapa de replantio da grama, para uma espécie que suporta mais a estação inverno. O mesmo deve acontecer no Independência.

Entretanto, como é utilizado como casa por América (Série B) e Atlético (Série A), os intervalos de partidas são mais curtos. O Coelho, por exemplo, entrou em campo no Horto na sexta-feira, contra o Goiás (1x1).

O trio de arbitragem do jogo Galo x Flu, comandado pelo árbitro Jean Pierre Gonçalves, esteve "fiscalizando" o gramado do Horto antes do início da partida, observando as marcações apagadas da linha de fundo, pequena e grande área, assim como o meio de campo. P

ara preservar o campo, a administradora do Independência, LuArenas, bloqueia a "zona do agrião", o local onde o goleiro pisa e, na várzea, é conhecido por "não nascer grama".