O gol de Rafael Moura aos 46 minutos do segundo tempo não só salvou mais uma partida ruim do Atlético, como manteve a chama acesa pro Galo conseguir, mesmo diante de oscilações, igualar um recorde na história da atual fórmula de disputa do Mineiro.

O alvinegro venceu o Tricordiano por 2 a 1, alcançou o 8º triunfo seguido e segue com 100% de aproveitamento no Estadual. Agora, só pensa no duelo contra a URT, só domingo que vem (26). Se vencer a agremiação de Patos de Minas, empatará a marca estabelecida pelo próprio Galo, em 2012, que somou 9 vitórias seguidas na primeira fase. Feito nunca alcançado por outra equipe, contabilizando o desempenho desde 2005. Há cinco anos, inclusive, o Atlético se sagrava campeão invicto.

E o Galo de Roger Machado só terá esta chance porque He-Man desempatou a partida em Divinópolis, no apagar das luzes. Aproveitou a falha da zaga da equipe de Três Corações para impedir um empate. O técnico alvinegro, mesmo critico com a postura da equipe, comemora um início de ano com triunfos acumulados.

“Estamos construindo um trabalho, e sempre é bom construir vencendo. O Campeonato Mineiro é muito difícil, bem organizado. As equipes do interior sempre impõe dificuldades. A gente sempre espera um começo muito bom, mas está um pouquinho acima da expectativa com relação aos resultados. Não é a todo momento que você consegue ter oito vitórias em um começo de ano”, afirmou Roger.

CLÁSSICO
O Atlético já garantiu a presença nas semifinais do Campeonato Mineiro. Ficará mais uma rodada na liderança e pode estabelecer a melhor marca de vitórias seguidas caso vença a URT. Posteriormente, o compromisso será contra o Cruzeiro, no Mineirão.

No “dia da mentira”, o Galo poderá chegar à 10ª vitória seguida. Uma dezena de triunfos na fase primária do Estadual só foi estabelecida uma vez na competição, pelo próprio Cruzeiro, em 2013 (oito vitórias seguidas, entretanto). 

Não é utopia pensar que o Atlético pode ser o primeiro time 100% na etapa qualificação do Campeonato Mineiro, desde que consiga melhorar as atuações para conseguir vencer o maior rival fora de casa. 

“Já conseguimos golear no campeonato, mas não vai ser sempre assim. O importante é vencer”, completou Roger.

Para o confronto diante da Raposa, a esperança é de um Departamento Médico vazio, com o goleiro Victor em fase final de cura no ombro, o zagueiro Erazo já apto a suportar uma partida e Robinho livre da infecção intestinal. Só Maicosuel, com estiramento na coxa, segue sem previsão.

ANO    LÍDER - VITÓRIAS SERGUIDAS - VITÓRIAS TOTAIS
2005 - CRUZEIRO - 4 vitórias seguidas - 8 vitórias no total
2006 - IPATINGA - 3 vitórias seguidas - 7 vitórias no total
2007 - CRUZEIRO - 4 vitórias seguidas - 8 vitórias no total
2008 - CRUZEIRO - 5 vitórias seguindas - 8 vitórias no total
2009 - ATLÉTICO -  6 vitórias seguidas - 8 vitórias no total
2010 - CRUZEIRO - 5 vitórias seguidas - 8 vitórias no total
2011 - CRUZEIRO - 5 vitórias seguidas - 9 vitórias no total
2012 - ATLÉTICO - 9 vitórias seguidas - 9 vitórias no total    
2013 - CRUZEIRO - 8 vitórias seguidas - 10 vitórias no total
2014 - CRUZEIRO - 6 vitórias seguidas - 9 vitórias no total
2015 - CALDENSE - 5 vitórias seguidas - 7 vitórias no total
2016 - CRUZEIRO - 6 vitórias seguidas - 9 vitórias no total