O novo técnico Fernando Hierro pediu "confiança" após assumir a seleção da Espanha, nesta quarta-feira (13), tentando passar a página da repentina demissão do ex-treinador Julen Lopetegui.

"Nossa prioridade é nos concentrarmos no esportivo, no que o time por fazer", disse Hierro em coletiva de imprensa antes do treino da "Fúria", a dois dias da estreia na Copa do Mundo contra Portugal.

"A mensagem que podemos mandar é de confiança, de que vamos tentar com todas nossas forças", garantiu o até então diretor esportivo da Federação Espanhola (RFEF).

Hierro, que compareceu diante da imprensa ao lado do presidente da RFEF, Luis Rubiales, garantiu que "aceitaria ser o Zidane da seleção", em referência ao ex-técnico do Real Madrid que assumiu o time merengue em um momento difícil e acabou campeão da Liga dos Campeões em 2014.

O treinador afirmou que conversou com os jogadores e disse que "temos um desafio muito bonito, um desafio apaixonante e não podemos deixar que isto nos tire do nosso lugar, nos tire nosso sonho".

Hierro, que afirmou não se sentir preocupado pela pouca experiência como treinador, garantiu ter recebido boas sensações de parte dos jogadores. O treinador negou que exista um "racha" no vestiário.

"O 'feed-back' que recebi é fantástico, um grupo coeso, maduro. Vejo um grupo que sabe o seu objetivo e pelo quê vai brigar", indicou o novo técnico espanhol.