Dez anos depois de Ronaldinho ser reverenciado em pleno Santiago Bernabéu, outro jogador do Barcelona recebeu o reconhecimento da torcida do Real Madrid no maior clássico do futebol europeu. Um dos destaques da goleada catalã por 4 a 0, neste sábado (21), Iniesta foi aplaudido pelas arquibancadas madrilenhas quando se dirigia para o banco de reservas.

"Aprecio o que os torcedores fizeram, nada mais", declarou o experiente meia do Barcelona, que preferiu não criar grandes polêmicas sobre a atitude dos rivais. No sábado, o jogador de 31 anos nem foi o melhor em campo, teve atuação mais discreta do que Neymar e Suárez, mas marcou um lindo gol, o terceiro do Barcelona, antes de deixar o campo para a entrada de Munir no segundo tempo.

A inesperada demonstração de respeito dos madrilenhos por um ídolo do maior rival surpreendeu e remeteu ao ano de 2005. Naquela ocasião, Iniesta também esteve em campo, mas o aplaudido por um Santiago Bernabéu em pé foi Ronaldinho Gaúcho, autor de dois golaços e belíssimas jogadas no triunfo do Barcelona por 3 a 0 no clássico.

"Os espectadores gostaram do que viram, apesar do feito e de sua equipe estar sofrendo", comentou Iniesta. O meia foi bastante celebrado por sua atuação no sábado, inclusive pelo técnico Luis Enrique.

"O Iniesta é parte do patrimônio da humanidade, não só para os torcedores do Barcelona", afirmou o treinador. "Entendo os aplausos. Ele é um jogador único em seu estilo. Tem magia, tem olhos na nuca."