O vice-presidente de futebol do Cruzeiro chega à sala de imprensa da Toca II e a certeza é uma só: haverá muito assunto relevante. E nesta sexta-feira (12) não foi diferente. Itair Machado revelou que a Raposa tem a intenção de fazer uma contratação bombástica, mas precisaria, para começar as conversas, de valor milionário. Na intenção de atingir esse objetivo, a diretoria azul conta com a ajuda dos cruzeirenses para "bombar" o prógrama de sócios-torcedores do clube.

"Gostaria de lançar um desafio ao torcedor. Se o torcedor elevar o número de sócios, vamos fazer uma boa contratação na janela do meio do ano. Todas as contratações que fizemos no meio do ano foram elaboradas financeiramente. O torcedor quer o Ricardo Goulart, quer um grande jogador. Então precisamos de recursos. Como o mercado publicitário está ruim, precisamos do torcedor. Eu gostaria de trazer um jogador que seria um dos maiores reforços da história do Cruzeiro. Mas, para isso, precisaria de 25 milhões de reais para iniciar essa negociação. Se o torcedor corresponder, um chamar o outro, vamos fazer uma contratação de muito impacto", prometeu.

A intenção de Itair Machado e da cúpula cruzeirense é ultrapassar os 100 mil sócios-torcedores o quanto antes. Número que o clube nunca teve, mesmo no auge do bicampeonato Brasileiro em 2013 e 2014.

Atualmente o Cruzeiro tem quase 66 mil torcedores cadastrados no Sócio do Futebol. O clube recentemente fez uma reavaliação no seu quadro de adimplentes e viu cair vertiginosamente o número de adeptos. Até o ano passado o site do "Movimento por um Futebol Melhor", ligado aos programas de sócios-torcedores Brasil afora, registrava quase 80 mil torcedores associados à Raposa.

O departamento de marketing celeste à época justificou a perda de número de sócios em 2017 como um processo de transparência, já que muitos clubes não retiram da contagem oficial os torcedores que estão inadimplentes.