Quatro jogadoras do Camponesa/Minas estão entre as primeiras convocadas pelo técnico da Seleção Brasileira Feminina de Vôlei, José Roberto Guimarães, para a temporada 2017, que abre o novo ciclo olímpico.

Além da experiente Léia, de 32 anos, titular da seleção nos Jogos Rio-2016, compõem a lista as jovens Mara, 25, Rosamaria, 23, e Naiane, 22.

Elas se destacaram individualmente no grupo que alcançou o vice-campeonato da Copa Brasil e levou o time da Rua da Bahia pela segunda vez consecutiva às semifinais da Superliga Feminina.

Naiane já havia sido convocada na última temporada e acompanhou a equipe adulta no Grand Prix 2016 para ganhar experiência, mas ficou de fora da limitada lista final da Olimpíada.

Já Mara e Rosamaria terão uma primeira grande oportunidade na seleção principal. Com boas passagens nas equipes de base, as duas chegaram a disputar o Grand Prix de 2015, mas integravam um time misto, devido ao foco dividido com os Jogos Pan-Americanos daquele ano.

Até o momento, o Minas Tênis Clube anunciou, de maneira oficial, as renovações de contrato com três das quatro convocadas para a temporada 2017/17, com exceção de Naiane.

Na última edição da Superliga, Mara liderou as estatísticas individuais como melhor bloqueadora, enquanto Rosamaria foi a terceira maior pontuadora da competição nacional.

Hoje o coração bateu mais forte. Saiu a primeira convocação desta temporada da Seleção Brasileira! Muito feliz por fazer parte dessa lista!"

Rosamaria Montibeller
ponteira do Camponesa/Minas,
em publicação no Instagram

Preparação

Além das quatro “mineiras”, foram chamadas a central Adenízia e a líbero Suelen, do Savino Del Bene Scandicci e do Foppapedretti Bergamo (ambos da Itália), respectivamente.

José Roberto Guimarães também convidou outras três jogadoras para um período de treinamentos, sem que elas integrem o elenco para as competições. São elas as ponteiras Edinara e Fernanda Tomé (São Cristóvão Saúde/São Caetano), e a ponteira Amanda (Terracap/BRB/Brasília).

Esse grupo foi convocado para iniciar a preparação da equipe nacional visando aos quatro torneios do calendário 2017 (Montreux Masters, Grand Prix, Campeonato Sul-Americano e Copa dos Campeões).

Leia mais:
Maior pontuadora da Superliga, Rosamaria se destaca no Minas e mira Seleção Principal
Um de cada vez: os 810 dias que transformaram líbero do Minas em maior surpresa da seleção
Aos 21 anos, destaque do Minas sonha com Olimpíada após primeira convocação

A lista divulgada ontem ainda não inclui as jogadoras do Rexona-Sesc/Rio de Janeiro e do Vôlei Nestlé/Osasco, que disputaram no último domingo a final da Superliga Feminina, conquistada pelo time carioca.

O primeiro desafio da seleção feminina nesta temporada será o Montreux Volley Masters, disputado na Suíça, entre os dias seis e 11 de junho.

Renovação

Após os Jogos Rio-2016, o técnico José Roberto Guimarães se vê praticamente obrigado a iniciar uma reformulação "forçada" na equipe, já pensando inclusive na próxima Olimpíada.

Jogadoras experientes como a central Fabiana e a oposta Sheilla anunciaram a aposentadoria da seleção logo depois da eliminação para a China nas quartas de final.

Já a experiente Jaqueline, também do Camponesa/Minas, ainda não voltou ao seu melhor nível desde que retornou ao clube, em dezembro de 2016, após três meses de inatividade.

Outra jogadora fundamental no time, a central Thaísa sofreu uma lesão grave no início deste mês e dificilmente estará nos planos para a temporada 2017.

Além de Jaque e Léia, várias outras atletas do último ciclo olímpico já atingiram ou ultrapassaram a casa dos 30 anos, entre elas Fernanda Garay, Dani Lins, Fabíola, Adenízia e Juciely.