Ainda não será no duelo deste sábado com o Manchester City, válido pelo Campeonato Inglês, que o meia-atacante Philippe Coutinho fará a sua primeira partida pelo Liverpool na temporada 2017/2018 do futebol europeu. Nesta sexta-feira, o técnico Jürgen Klopp confirmou que não relacionou o jogador brasileiro para o confronto.

Havia a expectativa de que Philippe Coutinho fosse aproveitado após retornar dos compromissos da seleção brasileira pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, ainda mais depois de Klopp ter declarado que o jogador estava em forma e saudável, mas isso não vai acontecer.

De acordo com o treinador do Liverpool, Philippe Coutinho precisará de mais tempo de treinamentos para voltar a ser utilizado. O brasileiro ainda não entrou em campo pelo clube nesta temporada sob a alegação de que sofria com dores nas costas, embora se saiba que ele despertava o interesse do Barcelona na última janela de transferências, tendo declarado a Klopp que desejava trocar de time, algo rejeitado pela direção do clube inglês, que descartou todas as propostas feitas pelo time espanhol.

"Eu sei o que as pessoas pensam, mas Phil teve o problema das costas há algumas semanas e não conseguiu treinar, então isso significa que ele perdeu cerca de três semanas", disse Klopp, que deseja contar com Philippe Coutinho melhor preparado após vê-lo entrar durante o segundo tempo dos últimos dois compromissos da seleção brasileira, diante de Equador e Colômbia.

"Sim, ele foi para a equipe nacional e treinou normalmente, mas agora temos que nos preparar para uma temporada normal, então nós temos sete jogos [antes da próxima pausa para jogos das seleções] e vimos o treinamento nesta manhã e pensamos 'OK, talvez devêssemos usar ele imediatamente' porque ele está realmente bem, mas isso não faz sentido", acrescentou.

Sem entrar em muitos detalhes e tentando passar naturalidade ao comentar a situação de Philippe Coutinho, Klopp confirmou que teve uma conversa com o brasileiro após o seu retorno da seleção e garantiu que o jogador está bem.

"Ele agora vai treinar um pouco mais do que os outros meninos, mas ele pareceu estar muito bem-humorado e as coisas parecem promissoras. Está tudo bem, claro. Não tenho nada mais a dizer, na verdade, ele está de volta e tivemos uma conversa muito boa", concluiu o treinador do Liverpool.

Além disso, ele previu um grande duelo com o Manchester City neste sábado entre duas equipes que somaram sete pontos nas três primeiras rodadas do Campeonato Inglês, estando atrás do líder Manchester United, com nove. "Os times são fortes no contra-ataque. Será um jogo realmente interessante", disse.