Ele não conta os próprios troféus nem se importa com marcas pessoais. Talvez seja exatamente essa a receita do argentino Marcelo Mendez para continuar colecionando recordes à frente do Sada/Cruzeiro.

Depois de ter se isolado como maior campeão da Superliga Masculina de Vôlei, com quatro títulos pela equipe mineira, o treinador pode alcançar outros feitos históricos na decisão da temporada 2016/17, contra o Funvic/Taubaté. As duas equipes se enfrentam neste domingo (7), às 10h, no Mineirinho.

Se conquistar mais uma vez a principal competição nacional, Mendez transformará o Cruzeiro no primeiro clube pentacampeão do torneio, superando Minas e Cimed, também donos de quatro taças cada um. Além disso, uma nova conquista celeste representaria um inédito tetracampeonato de maneira consecutiva (desde 2013/14), série jamais atingida por qualquer clube na Superliga.

“Fiquei surpreso com isso (recorde de títulos). Me deixa ainda mais feliz porque, como dizem, um profeta não faz milagre em sua terra e, no Brasil, alcancei todas essas conquistas”

Marcelo Mendez,
após o título da Superliga 2015/16

Por outro lado, o argentino não conseguirá repetir a “perfeição” alcançada na temporada 2015/16, a mais vitoriosa da história, com seis títulos em seis competições disputadas (Mineiro, Mundial, Supercopa, Copa Brasil, Sul-Americano e Superliga).

No período atual, Mendez conduziu o Cruzeiro a quatro das cinco conquistas possíveis até o momento. A exceção foi a Copa Brasil 2017, quando o time estrelado caiu diante do Sesi-SP na semifinal.

“Cada final é diferente, pois também tivemos algumas mudanças no nosso elenco. Será um jogo disputado, porque o Taubaté também é muito bem treinado e tem grandes jogadores. Vamos dar tudo pela nossa torcida, que sempre nos apoiou tanto”, diz o comandante do time mineiro.

Azarão

Do lado oposto da quadra estará uma equipe estreante em finais de Superliga. O técnico Cezar Douglas, porém, já tem experiência na decisão.

O atual treinador do Taubaté foi vice-campeão do torneio na temporada 2011/2012, no comando do Vôlei Futuro/Araçatuba, com derrota justamente para o time celeste, por 3 sets a 1.

“É um privilégio representar o Taubaté por quatro temporadas seguidas e acompanhar o crescimento desse projeto, coroado com uma final contra o Cruzeiro, o que engrandece muito a disputa”, avalia Cezar Douglas.

“Tivemos uma evolução importante a partir das quartas de final. Acredito que será um grande jogo, pois são equipes montadas com o objetivo de chegar à final e que estão em seus melhores momentos”, conclui o técnico do Taubaté.

FICHA DO JOGO

SADA/CRUZEIRO – Evandro, Isac, Simón, Leal, Filipe e William; Serginho (líbero).
Técnico: Marcelo Mendez

FUNVIC/TAUBATÉ – Wallace, Otávio, Éder, Lucarelli, Lucas Lóh e Rapha; Mário Júnior (líbero).
Técnico: Cezar Douglas

HORÁRIO E LOCAL – Domingo (7), às 10h, no Ginásio Mineirinho

TRANSMISSÃO – Globo e SporTV

Leia mais:
Quinteto do Cruzeiro enfrenta ex-companheiros em ‘melhor final da história’ da Superliga
Com ingressos esgotados, final da Superliga vale 'desempate' para o Estado no Mineirinho
Federação Internacional libera cubano do Cruzeiro para defender a Seleção Brasileira
William acerta com o Sesi-SP e se despedirá do Sada Cruzeiro após final da Superliga