Novo reforço do Palmeiras, Leandro Almeida não deixou o Coritiba de forma amigável. Pelo menos, não para os torcedores da equipe paranaense, que ficaram bastante irritados com o jogador. Nos últimos meses ele se envolveu em duas polêmicas que fizeram parte dos fãs se decepcionarem. Em novo clube, o defensor explicou que jamais tentou forçar a saída, tampouco forjou lesão, como chegou a ser especulado.

No início do ano, o zagueiro chegou a negociar com o Cruzeiro e, durante as conversas, postou uma foto em seu Instagram ao lado de uma mochila do time mineiro, algo que revoltou a torcida do Coritiba. "Tive a proposta do Cruzeiro e do Santos, não deu certo. Um dia fui tirar uma foto e tinha uma mochila do Cruzeiro atrás de mim e acharam que eu estava dentro da delegação do Cruzeiro. Expliquei, mas algumas pessoas ainda não entenderam", disse o defensor.

Após disputar o Campeonato Paranaense, o Palmeiras foi quem apareceu interessado. Quando estava em vias de completar sete jogos, Leandro Almeida desfalcou a equipe diante do Flamengo, alegando dores musculares. "Eu já estava sentindo dor no adutor, fiz exame e detectou a lesão. Não só eu, mas toda a comissão técnica decidiu me tirar do jogo. Alguém da imprensa colocou que eu estaria entrando na Justiça para ir ao Palmeiras e isso me prejudicou muito. Tentei explicar e nunca pensei em entrar na Justiça. Durante esse tempo, a negociação com o Palmeiras avançou", explicou.

Leandro Almeida era capitão e uma das referências do time paranaense. "Ajudei muito o clube. Em 2013, dei um passe que ajudou a livrar o time do rebaixamento e depois fiz um gol contra o Atlético que também salvou o time", defendeu-se. O jogador chegou ao Palmeiras com contrato até junho de 2019 e pode estrear já neste domingo, contra a Ponte Preta, em Cuiabá.