Ronaldinho Gaúcho não sabe, mas ajudou o Atlético mesmo depois de dois anos e meio da despedida no alvinegro. Muito além dos dribles, gols ou a conquista da Libertadores, o camisa 10 valorizou a marca do Galo, projetando-o ao redor do planeta. E, na quinta-feira da semana passada (9), virou referência para a chegada do novo patrocinador do clube mineiro.

O espaço publicitário do calção será ocupado pela Solatio Energia, um grupo de energia solar que chegou ao Brasil em 2008, vinda da Espanha. A empresa é presidida pelo espanhol Pedro Vaquer Brunet, torcedor do Barcelona e, naturalmente, um dos 'súditos' que R10 deixou na Catalunha. Vaquer acompanhou os feitos do meia-atacante em Belo Horizonte e foi o responsável por fechar negócio com a direção do Atlético. 

Mas Ronaldinho não foi o único catalisador desta parceria. De forma mais direta, a conexão dos dois pontos (Solatio e Atlético) recaí sobre a figura do deputado estadual Iran Barbosa (PMDB). Atleticano, daqueles que pagaram promessa por causa da Libertadores erguida por R10 e cia. o deputado trouxe a Solatio Energia até o norte/noroeste de Minas Gerais.

"Fico feliz por ter participado diretamente da vinda da Solatio para Minas, com a construção da maior Usina Solar da America Latina, em Pirapora/MG, e feliz também em saber que a empresa irá apoiar o esporte no Estado. Hoje, a Solatio Energia e o Atlético firmaram um contrato de parceria até o fim do ano", disse Iran, em sua página oficial no Facebook.

Além de R10, outro jogador que está no Atlético também serviu de "catapulta" para a Solatio escolher o Galo para divulgar sua marca em larga escala. Robinho defendeu o Real Madrid entre 2005 e 2008. Não brilhou igual Ronaldinho no rival Barça, mas fez parte da segunda geração dos Galáticos e é conhecido pelos sócios-majoritários da Solatio. 

A indústria de energia solar é a líder de mercado em solo brasileiro, sendo proprietária de 1GW em energia contratada, em forma de Leilão junto ao Governo brasileiro. A Solatio pretende, entretanto, ingressar em outras áreas do ramo, como na geração de energia distribuída para as áreas rurais. Para tanto, decidiu por começar etapas de investimento em publicidade e já deixa em aberto a chance de renovação de contrato com o Atlético.

FUTURO ESTÁDIO E CT
A Solatio pode vir a ser uma parceira do Atlético além do investimento em patrocínio. Especialistas no assunto, os espanhóis não descartam conversar com o Galo sobre o projeto do estádio do clube, já em fases avançadas para sair do papel. Desenvolvido pela Farkasvolgiy Arquitetura, a futura casa do clube mineiro tem, nas diretrizes de sustentabilidade, a intenção de captar a luz solar para converter em energias. 

"Pelo tamanho do empreendimento, foram previstos não só soluções como reuso de água, uso de lâmpadas LED, ventilação cruzada e iluminação natural, mas principalmente a possibilidade de instalações de painéis solares para garantir a geração de toda a energia que será consumida no estádio", destaca um trecho do projeto apresentado no livro Arquitetura Brasileira – 4ª Edição, de 2015.

O estádio do Atlético permanece apenas no papel. Mas a Cidade do Galo já possui captação de energia solar para abastecimento das instalações em Vespasiano., tudo através das placas fotovoltaicas que podem ser vistas na foto acima, no teto do departamento de futebol profissional do CT.

Em vídeo institucional de 2011, Atlético se orgulha de sistema de energia solar no CT

Em vídeo institucional de 2011, Atlético se orgulha de sistema de energia solar no CT