Em fevereiro, quando decidiu deixar o Atlético para ir ao São Paulo, o atacante Lucas Pratto se despediu emocionado dos companheiros. Tirou foto ao lado de Victor, com os olhos marejados. A amizade teve um novo capítulo no reencontro do argentino com o Galo. E o goleiro saiu vitorioso.

Amigos, Victor e Lucas Pratto foram adversários pela segunda vez em 2017, a primeira no campo onde ambos aprenderam a comemorar juntos. O camisa 1 fez uma grande defesa nas poucas vezes que o camisa 9 do São Paulo emitiu perigo.

"Tivemos uma oportunidade muito clara, mas o goleiro é muito bom e pegou uma bola difícil. Não tivemos muitas chances, apenas esta muito clara. Finalizei de cabeça, e o goleiro defendeu. Talvez poderia ter parado a bola, mas é um segundo para decidir", afirmou o Urso.

Pratto, que teve passagem de alto nível no Atlético com direito à convocação para a Seleção Argentina, foi recebido com certa frieza da torcida. Quando errava jogadas, fazia a Massa comemorar. Ele ainda deu trabalho em outro lance de bola cruzada na área. Mas o balanço final foi negativo.

Principalmente no primeiro tempo, o centroavante foi anulado pelo ex-colega Gabriel. Ambos, inclusive, se cumprimentaram após o apito final, com o zagueiro atleticano na certeza de ter cumprido à risca o papel de impedir a "lei do ex".