A camisa número dois do Cruzeiro, batizada pela fornecedora de material esportivo do clube de Blàr Vikingur, por fazer referência à seleção da Islândia, que disputará a Copa do Mundo da Rússia vestida pela mesma marca, parece não trazer sorte ao time do técnico Mano Menezes. A derrota de 2 a 0 para a Chapecoense, neste sábado (9), na Arena Condá, em Chapecó, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi a terceira partida da Raposa com a roupa nova e o retrospecto é de apenas um ponto conquistado em nove e nenhum gol marcado.

A estreia aconteceu na primeira rodada do Brasileirão, diante do Grêmio, no Mineirão, em 14 de abril. E o Cruzeiro saiu de campo derrotado por 1 a 0.
O único ponto com a Blàr Vikingur foi conquistado cinco dias de pois, no Estádio Nacional, em Santiago, com o empate por 0 a 0 com a Universidad de Chile, pela terceira rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores.

gre

Na estreia da nova camisa, diante do Grêmio, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro sofreu sua única derrota dentro de casa, na competição, perdendo por 1 a 0

O detalhe é que os chilenos foram os lanternas da chave e na partida seguinte dentro de casa, perderam por 2 a 0 para um Vasco em crise, sendo que a La U podia até perder por 1 a 0 de diferença para garantir a terceira posição do Grupo 5 e uma vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana.

lau

O único ponto conquistado com a camisa número 2 foi diante do fraco time da Universidad de Chile, em Santiago, pela Copa Libertadores

A apresentação deste sábado, em Chapecó, foi uma das piores do Cruzeiro sob o comando de Mano Menezes. Sem força ofensiva e fisicamente frágil, o time acabou amargando a derrota por 2 a 0 que com certeza o tirará das primeiras posições do Campeonato Brasileiro.

Outros clubes brasileiros que têm a mesma fornecedora de material esportivo do Cruzeiro também tiveram camisas homenageando seleções que disputarão o Mundial d Rússia usando a mesma marca.

São eles Atlético-PR, que estampará as cores da Espanha; Avaí, em alusão aos Le Bleus, a França; Bahia, homenageando a anfitriã Rússia; Grêmio, celebrando o Uruguai; Chapecoense, lembrando a Colômbia; e o Santos, com as cores da Inglaterra.

Umbro

Toda a coleção de camisas de clubes brasileiros que homenageiam seleções que disputarão a Copa do Mundo da Rússia usando a mesma marca de material esportivo

A camisa do Atlético-PR gerou muita polêmica, pois não foi bem recebida pela torcida, e logo após a sua apresentação o clube soltou uma nota oficial revelando que ela não seria usada em jogos e que não teve a sua aprovação, o que depois foi desmentido pela marca, que garantiu ter o aval do clube para a fabricação da peça.