Estrear com o pé-esquerdo nem sempre é sinal de azar. O Cruzeiro provou isto neste domingo (14), quando derrotou o São Paulo, por 1 a 0, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol do duelo, marcado pelo argentino Ramon Ábila, foi justamente com a canhotinha. A brincadeira, inclusive, foi feita pelo técnico Mano Menenzes, durante a coletiva de imprensa no Mineirão.

Aliviado com o triunfo, que amenizou a dor pela perda do título mineiro, para o rival Atlético, e a eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana, quando perdeu nos pênaltis para o Nacional, do Paraguai, Menezes destacou a entrega dos jogadores em campo para iniciar bem a competição mais importante do país.

"Hoje era um dia de comportamento e postura. Foi uma vitória dos jogadores. Não fiz grandes modificações táticas de quarta-feira (10) para cá. A vitória é dos jogadores. Eles que merecem todos os elogios. Começamos bem e assim podemos jogar melhor ali na frente", comentou o treinador.

"Claro que tudo aquilo que aconteceu é ruim e cria uma pressão maior, e às vezes até destrói aquilo que construimos de bom. Felizmente, temos jogadores experientes, uma direção com a cabeça no lugar e um técnico que já passou por situações semelhantes", acrescentou.

Confira outros pontos analisados pelo treinador da Raposa em entrevista concedida no Gigante da Pampulha:

Desfalques

"Não tínhamos cinco jogadores daquela equipe que fazia grandes jogos e jogadas no início do ano. Isso certamente influencia no nível de atuação que a equipe pode ter. São jogadores importantes, principalmente, na construção."

Reabilitação após eliminações

"A vitória traz confiança e a derrota te deixa preparado. Aqueles elogios fáceis somem e viram críticas. A união e o respeito para com as escolhas é o mais importante para ambicionar algo a mais no campeonato."

Vitória sobre o São Paulo

"Não vamos nos contentar com isso. Só é preciso chegar a outro momento, precisamos passar por este, com calma, a passos curtos se necessário. O mais importante era a vitória, independentemente de uma atuação pior o melhor. Fomos seguros. O São Paulo teve muita dificuldade para criar, mais que no segundo jogo da Copa do Brasil, inclusive."

Rafael Marques (Ex-Palmeiras)

"Rafael Marques foi uma possibilidade boa, ainda mais neste momento que perdemos peças no setor. Ele tem este perfil, é um jogador que aumenta a nossa estatura física do meio para frente e pode ser muito importante na temporada."