Decisão na Toca II é sinônimo de mistério, de treino fechado e de trabalho secreto no CT estrelado. Na tarde desta segunda-feira (6), antevéspera do primeiro jogo entre Cruzeiro e Flamengo, válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o técnico Mano Menezes fechou os portões do centro de treinamento do clube. O motivo: os trabalhos visando ao grande confronto com o Rubro-Negro terão privacidade máxima, já que a partida desta quarta, às 21h45, é tida como uma das mais importantes do ano.

Se costumeiramente o técnico Mano Menezes fechava apenas o treino da véspera das partidas, agora a situação mudou. Nem mesmo o aquecimento, que antes era aberto, pode ser visto pela imprensa. O clima é de total foco e mistério na Toca II.

A atividade marca o início da semana do Cruzeiro, que vira a chave do Brasileirão para a Libertadores, após empatar em 1 a 1 com o Vitória, no Barradão, em Salvador, pela 17ª rodada do Nacional.

O único desfalque de Mano Menezes para o jogo de quarta no Maracanã é o polivalente Lucas Romero. Isso sem contar os lesionados Fred e Sassá, já que os atacantes estão se recuperando de cirurgias recentes.

O volante argentino, que também atua na lateral direita, recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Racing-ARG, ainda na fase de grupos. E por isso desfalca a Raposa na partida contra o Flamengo, no Rio de Janeiro.

Algumas dúvidas em torno do Cruzeiro que enfrentará o Flamengo pairam nos setores ofensivos, tanto no meio quanto no ataque. Rafinha e Raniel podem entrar no time, o que dependerá do próprio Mano Menezes escolher se o atacante ganha a vaga do argentino Barcos, e se o meia-atacante jogará nas vagas de Robinho ou Thiago Neves.

O Cruzeiro viaja ao Rio de Janeiro na terça-feira, depois de treinar na Toca II. O treino está marcado para a parte da manhã e a viagem à tarde. Novamente a atividade será fechada à imprensa.