A média de gols sofridos pelo Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, um por jogo, poderia ser pior se o sistema defensivo não tivesse ganhado atenção especial do técnico Mano Menezes.

Com a entrada do jovem Murilo, de 20 anos, na zaga celeste, a equipe foi vazada apenas uma vez nos dois últimos duelos, contra Palmeiras (3 a 1 ) e Atlético-PR ( 2 a 0). Substituto do equatoriano Caicedo, que vive drama particular com a doença da mãe, o prata da casa deu conta do recado e até arrancou elogios de Leo, seu companheiro de posição.

"A entrada do Murilo foi boa nesta semana de treinamento. É um jogador novo, de qualidade, tranquilo e com quem tenho conversado bastante. Neste processo de subir das categorias de base, é importante ter tranquilidade e uma sintonia boa", comenta Leo.

"Ele (Murilo) é um jogador de muita qualidade e força e vai nos ajudar bastante, assim como outros que têm subido", acrescenta o zagueiro.

Em relação à melhora da equipe no sistema defensivo, Leo afirma ter acontecido graças à semana de trabalho que antecedeu o duelo contra o Palmeiras, válido pela 12ª rodada. Na ocasição, a equipe venceu por 3 a 1, no Mineirão.

Se antes, principalmente após levar três gols de Palmeiras, Atlético e Grêmio, a defesa era vista como setor de caos, agora tudo parece caminhar para dias melhores. A grande prova está marcada para o próximo domingo (16), às 16h, quando a equipe encara o Flamengo no Mineirão.