A semifinal de duplas do Masters 1000 de Indian Wells terá um confronto brasileiro. No encerramento da rodada de quarta-feira, já na madrugada de quinta-feira no horário de Brasília, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot venceram seu jogo contra o australiano Nick Kyrgios e o sérvio Nenad Zimonjic por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3.

Kyrgios vinha cansado depois de voltar a vencer Novak Djokovic, repetindo o que já havia feito no Torneio de Acapulco, no México, no início do mês. Assim, o caminho ficou mais fácil para Melo e Kubot, que não haviam começado bem a temporada, a primeira deles como dupla fixa.

O brasileiro e o polonês perderam na estreia em Sydney (Austrália) e Acapulco e na segunda rodada do Brasil Open e do Rio Open. No Aberto da Austrália, ficaram na terceira rodada. Agora, fazem a melhor campanha deles no ano.

A semifinal será um reencontro contra Jamie Murray e Bruno Soares, que venceram Melo e seu então companheiro Ivan Dodig na primeira fase do ATP Finals, em Londres, em novembro. Durante a temporada passada, os brasileiros também se enfrentam na final do Masters 1000 de Toronto, com vitória de Melo, e na semi do Masters 1000 de Montecarlo, quando Soares ganhou.

Simples
Também na madrugada de quinta-feira, Stan Wawrinka levou sustos, mas passou pelo japonês Yoshihito Nishioka, 70.º do ranking, vindo do qualifying, por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/3 e 7/6 (7/4).

Com a eliminação de Andy Murray e Novak Djokovic, o suíço, terceiro cabeça de chave, agora é o atleta mais bem ranqueado entre os que seguem vivos na competição. Nas quartas de final, Wawrinka joga contra Dominic Thiem, austríaco que venceu o francês Gael Monfils por 2 a 0 (6/2 e 6/4), também tarde da noite em Indian Wells.

Mulheres
Já na chave feminina, a rodada foi fechada com vitória da checa Karolina Pliskova, terceira favorita, contra a espanhola Garbiñe Muguruza, sétima cabeça de chave, com parciais de 7/6 (7/2) e 7/6 (7/5). Na semifinal, ela joga contra a russa Svetlana Kuznetsova, que mais cedo havia vencido sua compatriota Anastasia Pavlyuchenkova.

Terceira do ranking mundial, Pliskova já igualou a campanha dela na temporada passada. Assim, a partir de agora, os pontos que somar a ajudarão a se aproximar de Serena Williams em busca do segundo lugar do ranking mundial. A norte-americana, que está afastada com lesão no joelho, vai aparecer com 7.130 na próxima atualização. Se for campeã, a checa chegará a 6.250.