O Atlético teve muitos motivos para fazer a festa após o apito final na vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, no Independência, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado positivo no confronto direto, o Galo se mantém à frente do Tricolor paulista na disputa e ainda abre sete pontos em relação à temida zona do rebaixamento.

Além disso, o time mineiro também se aproxima do Flamengo, primeira equipe a figurar no G-7, o grupo de acesso à Copa Libertadores de 2018. Esta diferença, porém, pode aumentar, pois o Rubro-negro entra em campo nesta quinta-feira, no clássico carioca contra o Fluminense.

Para o técnico Oswaldo de Oliveira, o placar representa uma estreia mais do que satisfatória diante da torcida atleticana. Agora, o Alvinegro acumula quatro vitórias como mandante na Série A, melhorando o péssimo desempenho em casa para 35,7%.

O novo treinador pode comemorar ainda o segundo triunfo seguido do Atlético na competição, algo que só havia acontecido uma outra vez nesta edição (Chapecoense e Cruzeiro, nas rodadas 10 e 11).

No setor defensivo, a razão atleticana para comemorar é a sequência de três partidas sem sofrer gol, igualando as duas melhores séries atingidas anteriormente em 2017.

A manutenção do embalo será buscada neste domingo, diante do Sport. O duelo pela 28ª rodada será disputado às 17h, na Ilha do Retiro, no Recife (PE).

GOLEADORES

Outro número positivo para o Atlético é o aproveitamento de pênaltis do camisa 6 Fábio Santos. Foi dele o gol da vitória, no início do segundo tempo, após falta sofrida na área pelo meia Valdívia. O lateral chegou a quatro tentos e 100% de aproveitamento desde que se tornou o cobrador oficial da equipe.

No primeiro tempo, o time alvinegro já havia dominado amplamente a posse de bola e criado as melhores oportunidades, com destaque para a boa movimentação do atacante Robinho.

O ponto negativo ficou por conta de mais uma exibição apagada do centroavante Fred, em jejum há 12 partidas.