O domínio da Mercedes no primeiro dia de atividades do GP da Espanha, a quinta etapa da temporada 2017 da Fórmula 1, foi completo. Após liderar a primeira sessão de atividades desta sexta-feira (12), no circuito de Barcelona com Lewis Hamilton sendo seguido por Valtteri Bottas, a dobradinha se repetiu no segundo treino livre. E mais uma vez o piloto inglês foi o mais rápido.

Após dominar as últimas três temporadas da Fórmula 1 sem enfrentar grande oposição, a Mercedes enfrentou forte concorrência da Ferrari nas quatro primeiras provas do campeonato. Mas agora, no GP da Espanha, tenta recuperar a sua soberania com um carro que apresenta várias atualizações.

E ao menos nos dois primeiros treinos livres da prova em Barcelona, as novidades deram certo. Em busca de uma resposta após fechar o GP da Rússia em uma modesta quarta colocação, Hamilton fechou a sexta-feira como piloto mais rápido ao liderar o segundo treino livre com a marca de 1min20s802.

Bottas, que em Sochi conquistou a primeira vitória da sua carreira na Fórmula 1, foi o segundo mais rápido ao fazer 1min20s892, sendo apenas 0s090 mais lento do que Hamilton, deixando os pilotos da Mercedes como os únicos que fizeram voltas em menos de 1min21 nesta sexta-feira no circuito de Barcelona.

Porém, se no primeiro treino livre a vantagem da Mercedes para os carros da Ferrari foi de quase um segundo, os pilotos da equipe italiana diminuíram a desvantagem na segunda sessão. O finlandês Kimi Raikkonen foi o terceiro melhor, com 1min21s112 e a 0s310 de Hamilton, enquanto o alemão Sebastian Vettel, o líder do Mundial de Pilotos, ficou na quarta colocação, com 1min21s220.

Os pilotos da Red Bull vieram logo atrás, com o holandês Max Verstappen, que no ano passado venceu o GP da Espanha, na quinta posição, com o tempo de 1min21s438, e o australiano Daniel Ricciardo em sexto lugar, com 1min21s585. Assim, o segundo treino livre do GP da Espanha repetiu os seis primeiros colocados da atividade inicial no circuito de Barcelona.

A Renault começou o fim de semana do GP da Espanha como a quarta força no grid ao colocar o alemão Nico Hulkenberg em sétimo lugar e o britânico Jolyon Palmer na oitava colocação na segunda sessão.

O brasileiro Felipe Massa melhorou o seu desempenho em relação ao primeiro treino livre, quando ficou apenas na 14ª colocação, ao ser o nono mais rápido da segunda atividade do dia. E o espanhol Carlos Sainz Jr., da Toro Rosso, completou a relação dos dez mais rápidos.

Já o também espanhol Fernando Alonso, que não havia conseguido nem registrar voltas rápidas no primeiro treino livre por causa de problemas na sua McLaren, teve uma sessão sem grandes incidentes, mas não conseguiu ser competitivo, tanto que fechou a atividade em 20º e último lugar com a marca de 1min24s077.

Os pilotos voltam ao circuito de Barcelona neste sábado, quando serão realizados o terceiro treino livre e a sessão de classificação, agendada para as 9 horas (de Brasília). O horário é o mesmo da largada do GP da Espanha neste domingo.