As ausências de Robinho (está na seleção brasileira) e Aranha (lesionado) não tiram a confiança do favorito Santos de conseguir a segunda sequência de três vitórias no Campeonato Brasileiro contra o Bahia, nesta quinta-feira (9), às 19h30, na Vila Belmiro, pela 27.ª rodada. A primeira foi contra Bahia e Criciúma, antes da Copa do Mundo, e Palmeiras, após o recesso. Nos três últimos jogos, os santistas derrotaram Goiás, Botafogo (pela Copa do Brasil) e Flamengo, as duas últimas no Rio.

Lucas Lima, que é considerado pelos companheiros o motorzinho do time, está de volta depois da suspensão pelo terceiro cartão amarelo. A grande surpresa do técnico Enderson Moreira é a escalação do argentino Patito Rodriguez no lugar de Robinho, deixando Gabriel na reserva, dentro de sua filosofia de trabalho de "girar" o elenco mudando seguidamente o time. O desta quinta é a 10.ª formação em 10 partidas sob o seu comando.

"Patito tem entrado bem no time. Ele é um jogador com características diferentes. Temos bons velocistas e Patito joga mais por dentro, um pouco mais como meia. Quando eu cheguei, avisei que todos atletas iriam ter oportunidade e a dele chegou agora", disse o treinador. Outra mudança é a volta de Leandro Damião, no lugar de Gabriel. Caju entra na lateral esquerda, em substituição a Mena, que está na seleção do Chile, e Souza foi o escolhido para a vaga de Alison, convocado para a seleção olímpica.

Além do treinamento coletivo realizado nesta quarta, no CT Rei Pelé, Enderson Moreira comandou um trabalho específico de bola parada, tanto no ataque quanto na defesa.

Embora concorde que o Santos está em ascensão, Enderson Moreira alerta para o perigo que o Bahia representa, mesmo o jogo sendo na Vila Belmiro. "O confronto vai ser muito difícil. Com chegada de (técnico) Gilson Kleina, o Bahia cresceu, tem a segunda melhor campanha do returno e vai bem em casa e como visitante", disse.