O Atlético arrastou cerca de 144 mil torcedores nos oito jogos realizados como mandante no Campeonato Mineiro 2018, um título que lhe escapou das mãos na segunda partida da final do Mineiro. Mas em um aspecto a edição 2018 valeu mais que a de 2017, quando foi campeão: lucro de bilheteria.

A arrecadação líquida do Galo neste ano foi de R$ 1.195.277,71. Sendo que na temporada anterior, quando venceu o título e também fez oito partidas em casa no Mineiro, o lucro alvinegro ficou na casa de R$ 1.129.851,00. Foram R$ 65.426,71 a mais de um ano para o outro.

E há um elemento diferente na análise, pois em 2017 o Atlético fez uma partida de mandante no Mineirão, quando goleou o América por 4 a 1 e arrecadou R$ 134.489,97. Mas o ponto fora da curva no Estadual do ano passado foi o clássico contra o Cruzeiro que rendeu o título, com lucro de R$ 780 mil.

Neste ano, o Atlético conseguiu a maior marca também na final diante da Raposa, mas no primeiro jogo da decisão. Levou para casa R$ 402 mil. A arrecadação bruta (sem o pagamento das despesas contumaz de jogo) de 2017 foi bem maior que de 2018.

No ano passado, os oito jogos do Galo renderam R$ 3.405.320,00; contra R$ 1.984.980,00. Em relação à comparação de público, ela fica comprometida pelo fato de o Atlético ter vendido pacotes promocionais para Galo na Veia Prata e contabilizado a presença de todos os torcedores que adiquiriram o pacote, independe da presença do mesmo nos jogos da primeira fase.