Falta apenas bater o martelo e acertar alguns detalhes, o que ocorrerá nos próximos dias. Mas o automobilismo mineiro ganhará este ano um campeonato em circuito com quatro categorias completamente distintas e a perspectiva de um evento ainda mais atraente para o público no Circuito dos Cristais, em Curvelo.
Se as disputas no Marcas e Pilotos começaram em 2016, ano de inauguração do autódromo internacional, como parte do GP Gerais; e ganharam ano passado a compania dos Clássicos (modelos fabricados até 1988) e da Copa Mini (para réplicas do Mini Cooper original com mecânica Fiat), desta vez a novidade é a inclusão de um certame para monopostos.

A Fórmula Open Minas, como o próprio nome sugere, será, aberta a carros das fórmulas Ford, Renault, Chevrolet e Vee e mesmo modelos originais ou adaptados, desde que em acordo com as determinações de segurança da FIA.
 Uma iniciativa que partiu dos próprios pilotos, que depois de acelerar muito tempo longe de casa, se mobilizaram para criar o campeonato, atrair novos interessados e trabalham em um regulamento técnico que proporcione custos limitados e incentive a vinda de competidores de outros estados. No começo do ano, houve um primeiro treino, que mostrou a viabilidade da ideia.

Baixos custos e participação de pilotos de todo o país também são os objetivos nas categorias  “com rodas cobertas” – vale lembrar que pilotos de São Paulo, Goiás, Distrito Federal e Paraná já mediram forças com os mineiros nas provas de turismo disputadas no  traçado de 4.420m.

Além disso, a programação dos finais de semana do Mineiro prevê a realização de track days, para quem busca apenas acelerar com segurança; estrutura de sinalização, resgate e cronometragem.

E uma série de eventos paralelos como shows musicais, exposições de veículos raros e históricos e outras atrações está em estudos para entreter o público quando os motores não estiverem roncando.

Aperitivo
Antes dos primeiros treinos e corridas, o Campeonato Mineiro de Automobilismo será apresentado oficialmente com uma sessão coletiva de testes, provavelmente em maio, aberta a todas as categorias. Um aperitivo para uma competição que tem tudo para se consolidar no panorama nacional.

 

RÁPIDAS

PILOTO DE DIVINÓPOLIS FAZ BONITO
E VENCE PROVA DA F-VEE EM INTERLAGOS

A bordo de um carro com decoração que homenageava a inesquecível McLaren Honda de Ayrton Senna, o mineiro Gustavo Consoli chegou à primeira vitória no Campeonato Paulista da F-Vee. Na rodada dupla válida pela terceira etapa da competição, ele largou da pole no domingo e resistiu aos ataques do líder do campeonato, Heitor Nogueira. Na véspera, já havia partido na frente e ficado com a segunda posição. O Ayrton  foi um grande ídolo e que me inspirou a competir no automobilismo. Pude terminar muito bem esta homenagem a ele", diz Gustavo, que ocupa o quarto lugar na classificação da temporada.

RAFA MATOS DEFENDE LIDERANÇA DA
TRANS-AM SERIES EM HOMESTEAD

Vindo de sua primeira vitória na categoria, no circuito de Road America, o mineiro Rafa Matos defende, neste fim de semana, a liderança do campeonato da Trans-Am (categoria TA2), uma das principais categorias de turismo nos Estados Unidos. E, desta vez, correrá em casa. O piloto de Belo Horizonte é radicado em Miami e a terceira etapa da temporada será disputada no traçado misto que usa partes do oval de Homestead, onde treina habitualmente e desenvolve a atividade de “coach” de pilotagem. “É uma pista muito travada, em que largar na frente será ainda mais importante. A vitória só me deixou mais animado para buscar novo resultado positivo”, afirmou.

MINEIROS ESTREIAM EM MAIS UMA
TEMPORADA DA EURO NASCAR

Os mineiros Marconi Abreu e Felipe Rabello aceleram, a partir deste fim de semana, em mais uma temporada da Nascar Euro Series, categoria parceira da tradicional série norte-americana de Stock Cars. O primeiro desafio acontece no Circuito Ricardo Tormo, em Valência (Espanha). Como no ano passado, o primeiro correrá paralelamente nas categorias Elite 1 e 2, com o Ford Mustang da equipe italiana MRT Nocentini. Já Rabello briga pelo título da Elite 2, depois de ter vencido ano passado as duas corridas na etapa holandesa de Venray (oval) e terminado a temporada em terceiro. Neste ano, ele trocou a CAAL Racing pela belga PK Carsport, uma das mais fortes da categoria, e comandará um Chevrolet SS.