Com nove dos 20 clubes que disputam a Série A, o que representa 45%, ainda envolvidos nas competições promovidas pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), quem briga por vaga na Copa Libertadores de 2018 via o Campeonato Brasileiro fica na torcida para que os times que estão nas primeiras posições da classificação da competição nacional tenham sucesso nos torneios internacionais, pois isso pode fazer com que o G-6 se transforme num G-8.

Este novo cenário faz com que os confrontos dos brasileiros nesta quarta-feira (13) e quinta-feira (14), pelas Copas Libertadores e Sul-Americana, sejam acompanhados com atenção por atleticanos, principalmente, e até cruzeirenses, embora o Cruzeiro possa se garantir na maior competição de clubes das Américas dia 27, caso vença a Copa do Brasil diante do Flamengo, no Mineirão.

Na prática, o Brasileirão deste ano pode ter um G-9, pois os finalistas da Copa do Brasil, Flamengo e Cruzeiro, ocupam a quinta e sexta posições da Série A, respectivamente. E quem levantar a taça dia 27 se garante na fase de grupos da Libertadores de 2018.

PALMEIRAS

Dos integrantes do G-6, o único que só pode buscar vaga na Libertadores de 2018 via o Campeonato Brasileiro é o quarto Palmeiras. O Flamengo briga em duas frentes, pois está na decisão da Copa do Brasil e ainda vivo na Copa Sul-Americana. E entra em campo nesta quarta-feira, encarando a Chapecoense, às 19h15, na Arena Condá.

Neste confronto, assim como na final da Copa do Brasil, terá a torcida dos atleticanos. A diferença é que na Sul-Americana, os cruzeirenses também são flamenguistas.

Outro clube a contar com a torcida mineira na Sul-Americana é o Corinthians, líder da Série A, mas que pode garantir sua vaga na Libertadores do ano que vem pelo torneio internacional. Nesta quarta-feira ele recebe o Racing, da Argentina, às 21h45, em Itaquera.

Além de Chapecoense x Flamengo, outro confronto brasileiro nas oitavas da Sul-Americana reúne Sport e Ponte Preta, clubes que ocupam posição intermediária na classificação do Brasileirão. O sexto disputante da Série A na competição é o Fluminense, que nesta quinta-feira recebe a LDU, do Equador, no Maracanã.


FINAL CASEIRA

A Copa Sul-Americana pode ter uma decisão brasileira, pois o Corinthians está de um lado do chaveamento e os outros cinco brasileiros do outro. Já nas quartas de final, podemos ter um Fla-Flu, caso eles passem por Chapecoense e LDU. A decisão pode ser entre Corinthians e Flamengo, reunindo as duas maiores torcidas do Brasil.

LIBERTADORES

A eliminação do Atlético pelo Jorge Wilstermann, da Bolívia, nas oitavas, impede uma final brasileira na Libertadores. De toda forma, a chance de o Brasil ter um finalista é grande, pois Santos, Grêmio e Botafogo, sendo que os dois últimos se enfrentam já nas quartas, estão do mesmo lado do chaveamento.

O vice-líder da Série A Grêmio enfrenta o sétimo Botafogo, às 21h45, no Engenhão. O Santos, que vai a Guaiaquil, encarar o Barcelona, no mesmo horário, ocupa a terceira posição.

Com certeza, o caminho mais curto para a Libertadores de 2018, pelo menos para quem ainda busca vaga no G-6, é o sucesso dos primeiros colocados da Série A nas Copas Libertadores e Sul-Americana deste ano.

Clique na imagem para ampliá-la

chaveamentos

Clique na imagem para ampliá-la