A superstição faz parte do universo do futebol. E os cruzeirenses se apoiam como nunca sobre ela após o empate por 1 a 1 com o Flamengo, nesta quinta-feira (7), no Maracanã, no confronto de ida da final da Copa do Brasil de 2017.

Isso acontece porque nos quatro títulos anteriores vencidos pelo Cruzeiro na competição, em todos eles o time empatou o confronto de ida e garantiu a taça vencendo a volta. E em três oportunidades isso aconteceu com o primeiro confronto sendo disputado fora de casa e o segundo no Mineirão, inclusive diante do Flamengo, adversário na conquista do tetra, em 2003.

Um aspecto que diferencia os empates garantidos pelo Cruzeiro nos outros ao 1 a 1 desta quinta-feira no Maracanã é o fato de não se ter o gol marcado fora de casa como critério de desempate. Dessa forma, um 0 a 0 no Mineirão, que até 2014 daria a taça ao time de Mano Menezes, leva  decisão para os pênaltis.
Nas duas finais que o Cruzeiro perdeu de Copa do Brasil, o jogo de ida sempre teve um vencedor. Em 1998, ele fez 1 a 0 sobre o Palmeiras, no Mineirão, e foi o primeiro vencedor da primeira partida a perder o título, pois sofreu um 2 a 0 no Morumbi.

Em 2014, na decisão mineira da Copa do Brasil, o Cruzeiro perdeu o primeiro confronto diante do rival Atlético, no Independência, por 2 a 0, e depois foi derrotado novamente na volta, no Mineirão, por 1 a 0.

Nas 28 edições anteriores da Copa do Brasil, o time que empatou o jogo de ida fora de casa na final ficou com a taça em sete oportunidades, sendo que o Cruzeiro foi essa equipe por três vezes (1993, 2000 e 2003). A última vez que isso aconteceu foi com o Flamengo, em 20013. O rubro-negro carioca levantou a taça empatando por 1 a 1, com o Atlético-PR, em Curitiba, e vencendo a volta, no Maracanã, por 2 a 0.

Por outro lado, em cinco edições, uma equipe empatou a primeira partida como mandante, mas buscou a taça na casa do adversário. O Cruzeiro é pioneiro nessa história, em 1996, com os 2 a 1 sobre o Palmeiras, no Palestra Itália, em São Paulo.

Isso voltou a acontecer a favor do Grêmio, em 1997 e 2001, do Santo André, em 2004, e pela última vez com o Fluminense, em 2007.

OS JOGOS DE IDA NAS CONQUISTAS CRUZEIRENSES

ANO

DATA

PLACAR

LOCAL

PAGANTES

1993

30/5

Grêmio 0 x 0 Cruzeiro

Olímpico

31.385

1996

14/6

Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras

Mineirão

68.763

2000

5/7

São Paulo 0 x 0 Cruzeiro

Morumbi

52.472

2003

8/6

Flamengo 1 x 1 Cruzeiro

Maracanã

72.760