Sem Messi, suspenso, o Barcelona contou com uma ótima atuação da dupla Neymar e Suárez e goleou o Granada por 4 a 1 neste domingo, fora de casa, pela 29.ª rodada do Campeonato Espanhol. O brasileiro balançou a rede nos acréscimos e chegou à marca de 100 gols pelo time catalão. O uruguaio abriu o caminho para a vitória. Alcácer e Rakitic completaram a vitória. Boga descontou.

O resultado mantém o Barcelona dois pontos atrás do Real Madrid. A equipe do técnico Luis Enrique foi a 66 pontos, na segunda colocação, enquanto que o arquirrival tem 68 e um jogo a menos. O Granada é o 19.º e penúltimo colocado com 19 pontos, a oito de deixar a zona de rebaixamento da competição.

O Barcelona dominou a partida contra o Granada e a goleada parecia ser questão de tempo. Sem dar espaço para o adversário, o time catalão criou a primeira oportunidade logo aos seis minutos com Suárez, mas o goleiro mexicano Ochoa saiu bem para fazer a defesa.

Na sequência, o brasileiro Rafinha Alcântara lesionou o menisco interno do joelho direito e precisou ser substituído. O departamento médico do Barcelona informou que ainda não sabia a gravidade da lesão e que o jogador passará por exames nesta segunda-feira. Paco Alcácer entrou em seu lugar.

A mudança não alterou a maneira do Barcelona atuar. Neymar fez ótima jogada pela esquerda, invadiu a área e rolou novamente para Suárez. O uruguaio bateu de trivela e a bola tocou no travessão. Na sobra, o brasileiro mandou para as redes, mas estava impedido.

O Granada não esboçava reação e o Barcelona, com Neymar inspirado, continuava a martelar na tentativa de tirar o zero do placar. O brasileiro recebeu nova bola e tocou para Suárez. O uruguaio viu Rakitic, que bateu para ótima defesa de Ochoa. Na sobra, Suárez limpou o goleiro, mas perdeu ângulo e deu tempo para Ochoa se recuperar e impedir o gol.

Neymar, sempre ele, viu Suárez pelo meio. O centroavante chutou rasteiro para mais uma defesa de Ochoa. A esperada goleada na etapa inicial não iria acontecer. Mas o time catalão ao menos conseguiu descer para o vestiário em vantagem. Aos 44 minutos, Alba lançou na direita para Suárez, que deu um tapa na bola e encobriu Ochoa. Um belo gol.

A segunda etapa começou com a impressão que o passeio seria sacramentado. Alcácer recebeu na direita e bateu para nova defesa de Ochoa. Foi quando o Granada surpreendeu. Na primeira chegada ao ataque, em um rápido contra-ataque, Andreas Pereira lançou Boga na direita. O francês avançou, invadiu a área e tocou na saída de Ter Stegen para deixar tudo igual aos cinco minutos.

O Barcelona não se intimidou, continuou impondo o ritmo de jogo e voltou a ficar à frente do marcador aos 19 minutos. Suárez voltou para armar e, de costas, deixou Alcácer na cara do gol. O espanhol só teve o trabalho de tirar do goleiro: 2 a 1.

O terceiro saiu em jogada iniciada por Neymar. O brasileiro dominou na esquerda e foi carregando para o meio. Tocou para Suárez, que tentou passar pela zaga e foi travado. Rakitic aproveitou a sobra e bateu cruzado. A bola ainda desviou na zaga antes de entrar.

Faltava ainda o gol de Neymar, o 100.º dele com a camisa do Barcelona. E veio somente nos acréscimos. Aos 46 minutos, Alcácer cruzou da direita e o brasileiro apareceu na segunda trave para empurrar para as redes. No minuto seguinte, Neymar ainda acertou a trave antes de o árbitro encerrar a partida.

Ainda neste domingo, o Valencia derrotou o La Coruña por 3 a 0, em casa. Garay, Albentosa (contra) e Cancelo mancaram os gols da vitória que levou o time anfitrião aos 33 pontos, na 13.ª colocação. Os visitantes estão em 16.º, com 27.